Magos e Naturalistas

Paracelso, Agripa e Telésio são três nomes importantes entre os magos e naturalistas. Antes de uma pequena introdução biográfica sobre a vida dos três, é preciso definir o que é naturalismo, quais são seus objetivos e o porquê de sua criação. As primeiras filosofias naturalistas a aparecerem são bem conhecidas. Tales de Mileto, ao afirmar que o princípio primordial de todas as coisas é a água, deu início às primeiras filosofias naturalistas. Demócrito, ao dizer que a existência era formada apenas por átomos e vazio, também pode ser considerado um naturalista.

O naturalismo é uma filosofia com três aspectos importantes:

  1. Implica a investigação da natureza sem se utilizar de esquemas previamente formados;
  2. A lógica que faz a natureza funcionar e sua energia são o próprio Deus;
  3. A natureza é o único objeto a ser investigado, sendo assim, nada existe fora dela;

Dado tal panorama explicativo, podemos retornar aos magos e naturalistas mais conhecidos:

Paracelso (1493 – 1541)

Médico e mago suíço que constatou que todos os elementos da natureza (terra, ar, água e fogo) estavam presentes no corpo do homem. É considerado o inventor da farmacologia, pois recomendava remédios feitos apenas de matéria orgânica.

Agripa (1486 – 1535)

Foi um filósofo e alquimista nascido na Alemanha que se dedicou aos estudos humanistas e científicos. Ingressou no ramo da astrologia, alquimia e teologia, acabando por fundar uma Academia para o Estudo das Ciências Ocultas em Pavia. Porém, sua originalidade acabou fazendo com que fosse perseguido no meio acadêmico.

Telésio (1509-1588)

Nascido em Cosenza, antigo reino de Napolis, pregava que não existia possibilidade de erro no estudo da natureza. Para ele, o homem deveria adequar-se às leis naturais, pois, mesmo os seres humanos tendo a capacidade de pensar, também fazem parte da natureza. Seu texto mais importante foi: "Da Natureza das Coisas a Partir de Seus Princípios" (De rerum natura juxta propria principia).

Entre os diversos assuntos estudados pelos três, estão: A medicina microcósmica, as simpatias da natureza, a capacidade de pensar dos animais, entre outros.

Fontes:
Nicola, Ubaldo. Antologia Ilustrada de Filosofia: Das origens à idade moderna. São Paulo: Editora Globo, 2005.
Dicionário Michaelis
http://www.cobra.pages.nom.br/fm-telesio.html
http://www.sobresites.com/filosofia/filosofos.htm

Arquivado em: Filosofia