Propriedades intensivas

No estudo da Físico-química, as propriedades intensivas são propriedades que independem da extensão do sistema, ou seja, não variam de acordo com o tamanho ou quantidade de matéria.

Veja as principais propriedades intensivas:

Densidade

A densidade pode ser definida como o quociente da massa pelo volume de um corpo, numa determinada temperatura (d = m/v). Essa propriedade física é classificada como intensiva porque não se altera com a variação do tamanho do corpo ou quantidade. Um cubo de gelo, por exemplo, tem uma densidade de 0,92 g/cm3, que é a mesma de um iceberg, embora o último seja bem maior.

Pressão

Pressão é a razão entre a força exercida e a área da superfície (P = F/A). Se houver um aumento da força e da área de um sistema, a pressão permanecerá igual, e, por isso, é classificada como uma propriedade intensiva.

Ponto de fusão

O ponto de fusão é a temperatura na qual um sistema se funde, ou seja, passa do estado sólido para o líquido. O ferro tem um ponto de fusão de 1.538 °C e este valor é invariável, logo, tanto 1 kg quanto 2 toneladas de ferro, por exemplo, se fundem sob a mesma temperatura.

Ponto de ebulição

O ponto de ebulição é a temperatura necessária para que um dado sistema passe do estado líquido para o gasoso. A água deve ser aquecida a uma temperatura de 100 °C para entrar em ebulição. Essa temperatura é constante, sendo assim, 1 gota ou 100 litros de água entram em ebulição a 100 °C da mesma forma.

Calor específico

O calor específico corresponde à quantidade de calor que 1 grama de uma substância precisa absorver para aumentar sua temperatura em 1 °C, sem ocorrer mudança de estado físico. O cobre apresenta um calor específico de 0,092 cal/g °C, independentemente da sua quantidade.

Inflamabilidade

Define-se inflamabilidade como a facilidade que algumas substâncias têm de queimar ou entrar em ignição. Assim, 1 ml de gasolina é tão inflamável quanto 1.000 litros da mesma substância.

Tensão superficial

Tensão superficial é um fenômeno físico em que as moléculas da superfície de um líquido são atraídas umas pelas outras, formando uma espécie de filme (semelhante a uma película elástica). A água apresenta uma enorme tensão superficial, o que não depende da sua quantidade.

Note que estas propriedades apresentam os mesmos valores para o sistema como um todo e para uma parte dele, o que caracteriza uma propriedade intensiva. Além disso, algumas das propriedades intensivas são resultantes da combinação de propriedades extensivas, como a densidade, que é a razão entre massa e volume, duas propriedades extensivas.

Leia também:

Referências:
http://wbraga.usuarios.rdc.puc-rio.br/fentran/termo/termo11.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Propriedades_intensivas

Arquivado em: Física