Preposição "à"

Por Leandro Cabral
A preposição “à” serve para:

- Construir o complemento de objeto indireto do verbo.

Ex: Quand j’étais petit, j’ai appris à lire et à écrire. (Quando eu era pequeno, eu aprendi a ler e a escrever).

- Construir o complemento de advérbio: advérbio + à + verbo no infinitivo.

Ex: Le condamné n’a rien à dire (O condenado não tem nada a dizer).

- Construir o complemento do adjetivo.

Ex: Le français n’est pas difficile à apprendre. (O francês não é dificil de aprender).

! – Mas atenção: Il n’est pas difficile d’apprendre le français (Não é difícil de aprender o francês).

> Quando a preposição "à" forma um complemento de nome, ela exprime:

- Uma idéia de emprego, de utilização, de destinação de um objeto.

Ex: un verre à whisky, une tasse à thé, un assiette à soupe (un copo de whisky, uma xícara de chá, um prato de sopa). Nestes casos o que se quer dizer é que o copo serve para beber whisky, a xícara serve para beber chá e o prato serve para tomar sopa.

! – Veja a diferença:

Ex: un verre de whisky, une tasse de thé, un assiette de soupe. Aqui, o que a preposição demonstra é o conteúdo de cada recipiente, e não sua utilidade.

- Uma idéia de caracterização.

Ex: Le garçon aux yeux noirs et à la casquette. (O rapaz de olhos negros e de boné).

> Quando a preposição introduz um complemento circunstancial, ela exprime:

- Uma idéia de distância.

Ex: C’est à cinq kilomètres (É a cinco quilômetros).

- Uma idéia de tempo.

Ex: Nous nous verrons à quatorze heures (Nós nos veremos às quatorze horas).

- Uma idéia de distância no espaço/tempo.

Ex: Elle habite à une heure de Lisbonne (Ela mora à uma hora de Lisboa).

- Uma idéia de medida.

Ex: Vous vendez les fruits au poids ou à la pièce ? (O senhor vende as frutas por peso ou por peça?).

- Uma idéia de maneira.

Ex: être à la mode (estar na moda).

- Uma idéia de acompanhamento.

Ex : un gâteau à la crème, un canard à l’orange (um bolo ao creme, um pato na laranja).

- Uma idéia de meio de funcionamento.

Ex: un moteur à l’alcool, un moulin à vent (um motor a álcool, um moinho de vento).

- Uma idéia de possessão (com o verbo être-ser/estar)

Ex: C’est à moi, ce cahier. (É meu, este caderno).