Conceito de Geografia

Por Caroline Faria
A geografia é a ciência que estuda a terra e as relações entre esta o homem (a sociedade) para compreender como os fenômenos físicos, biológicos e humanos variam no espaço.

Em um primeiro momento a geografia se ocupa apenas dos elementos naturais que constituem o espaço geográfico, sua identificação, caracterização, classificação e representação. Mas à medida que avança no estudo do espaço geográfico como objeto ou agente de modificações pelo homem e do homem, se depara com o estudo das relações sociais.

Os primeiros estudiosos da geografia como ciência e filosofia foram os gregos com destaque para Tales de Mileto, Hiparco, Heródoto, Eratóstenes, Aristóteles, Estrabão e Ptolomeu. Diversos viajantes e conquistadores como Marco Pólo contribuíram para que se espalhasse o interesse pelo estudo e compreensão da geografia, mas foi só após os séculos XVI e XVII, época das grandes navegações, que a geografia surgiu como disciplina passando a ser ensinada nas universidades.

Atualmente a geografia é um campo bastante vasto que pela complexidade das relações que estuda se divide em diversas especialidades como a geografia política, a geografia econômica, geografia cultural, geografia urbana, geografia física, climatologia, biogeografia, geomorfologia, etc.

Mas, de forma geral, a geografia se divide em três áreas: geografia física, geografia humana e geografia técnica. A primeira se ocupa do estudo dos espaços físicos, do relevo, fauna, flora, clima e hidrografia de um local trabalhando o geógrafo, inclusive, em estudos ambientais, dos biomas e sobre preservação ambiental. A segunda, geografia humana, se ocupa do estudo das relações do homem com a terra. Assim, o geógrafo poderá estudar os movimentos migratórios, crescimento populacional, o planejamento e ordenamento do espaço, analisar indicadores demográficos como taxa de natalidade, expectativa de vida e outros estudos como os que são realizados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) quando realizam os “censos”. O terceiro campo, a geografia técnica, engloba atividades como o sensoriamento remoto e o geoprocessamento que exigem certo conhecimento em análises de dados, utilização de satélites, radares e etc..