Diplomacia

Por Fernando Rebouças
Nas relações exteriores é necessário um conjunto de conhecimentos e  posturas  que reforcem de forma positiva as relações entre países. Neste patamar, a diplomacia é uma prática constante para a condução das relações entre nações em assuntos políticos, militares, econômicos, sociais, culturais e de organizações.

diplomaciaA política externa é definida pelos chefes de governo de uma nação; a diplomacia é uma ferramenta que atua no planejamento e execução da política externa implementada pelos diplomatas. As ações e relações diplomáticas seguem a Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, definida em 1961.

Na Idade Média, os diplomatas de cada reino saíam em missão para negociar em situações específicas, os primeiros diplomatas permanentes numa região estrangeira foram os apocrisiários, que representavam o papa no Império Bizantino.

A diplomacia moderna surgiu nos estados italianos, na era do Renascimento, através das primeiras missões diplomáticas do século XIII.

O diplomata tem a tarefa de negociar com o intuito de manter as relações e acordos; negocia como representante do Estado, defendendo os objetivos e interesses de seu país. O diplomata tem que estar sempre bem informado e acompanhar todos os detalhes de um determinado acontecimento que de alguma forma esteja interferindo sobre os interesses de seu país.

O diplomata representa o seu Estado em determinado país estrangeiro e em eventos estrangeiros. Atualmente, este profissional também ajuda a promover o comércio exterior e a imagem de seu governo no contexto da diplomacia pública.  A diplomacia pode ser exercida através do Ministério do Exterior.

Fonte
http://pt.wikipedia.org/wiki/Diplomacia