Intemperismo

O solo é continuamente formado pela fragmentação e decomposição das rochas da superfície terrestre. Expostas ao ar, as rochas estão sujeitas à ação direta do sol, da água das chuvas, dos ventos, entre outros elementos que alteram sua composição química e seu aspecto físico. O fenômeno responsável pela decomposição das rochas e pela modificação de suas características físicas e químicas é denominado intemperismo.

Existem dois tipos diferentes de intemperismo:

  • Intemperismo físico – degradação da rocha por meio de processos  físicos, sem alteração da sua composição química.
  • Intemperismo químico – conjunto de reações químicas que alteram os minerais que compõem as rochas.

A intensidade do intemperismo sobre as rochas é atenuada ou acentuada de acordo com alguns fatores. Veja alguns deles.

Tipos de rochas

Sob as mesmas condições climáticas, cada tipo de rocha responde ao intemperismo de maneira diferente, o que varia de acordo com a sua composição mineralógica. As rochas que apresentam expressivas quantidades de quartzo, como o granito, são mais resistentes ao intemperismo do que as rochas sedimentares, como o calcário e o arenito.

Clima

A variação de temperatura das rochas, principal fator do intemperismo físico, se deve ao constante aquecimento pelo sol seguido do brusco resfriamento pelas chuvas. Com isso, as rochas contraem e dilatam continuamente, o que causa sua fragmentação. Nas regiões polares ou de grandes altitudes, a água congela nas fissuras das rochas e as dilata, fragmentando-as em partes menores. As mudanças de temperatura entre dia e noite e entre as estações do ano também contribuem para o processo de degradação das rochas.

A água, agente mais importante do intemperismo químico, reage quimicamente com os minerais componentes das rochas, produzindo substâncias ácidas que as corroem, o que favorece a degradação. Em regiões de climas tropicais, em que os índices de umidade são elevados, o intemperismo químico é mais intenso, enquanto nas regiões de clima frio e árido, a degradação das rochas é menor.

Relevo

O relevo interfere no fluxo da água das chuvas, resultando numa maior ou menor infiltração no solo. Nos locais de maior declive, o contato das rochas com a água das chuvas é menor, o que prejudica as reações químicas responsáveis pela fragmentação do solo. Já nas regiões mais baixas e côncavas, o acúmulo de água é maior, favorecendo o intemperismo das rochas.

Tempo cronológico

Quanto maior for o tempo de exposição da rocha às condições atmosféricas, maior será a intensidade do intemperismo sobre a mesma.

Referências:
http://www.rc.unesp.br/igce/aplicada/DIDATICOS/M%20RITA/aula08r.pdf
http://www.ufrgs.br/demin/discpl_grad/geologia2/material/Intemperismo-ppt.pdf
http://www.cprm.gov.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=1313&sid=129

Arquivado em: Geografia, Geologia