Plano de Metas

Foi com o lema "Cinquenta anos de progresso em cinco anos de governo", que Juscelino Kubitschek entrou para história do país com um modelo de gestão presidencial diferenciado, ele conseguiu movimentar a Economia do Brasil.

Com esse objetivo o governo de JK desenvolveu um Plano de Metas com previsões esperançosas para acelerar o crescimento econômico através da indústria, produção do aço, alumínio, cimento, álcalis e outros metais. Os planos estavam caminhando bem, inicialmente o Brasil atingiu 80% no crescimento da economia.

Com o apoio de setores da sociedade, incluindo os militares, os empresários e sindicatos trabalhistas, o desenvolvimento econômico se tornou uma consequência das influências positivas e aliadas ao governo.

Com a abertura do mercado estrangeiro a ampliação e investimentos na indústria se tornaram ainda mais fáceis, porém, não era viável aos cofres brasileiros. A emissão monetária, um dos recursos utilizados por JK, causou graves danos ao processo inflacionário. Com o uso dos recursos estrangeiros, o governo abriu portas para desnacionalização, as influências das empresas estrangeiras se tornaram ainda mais fortes e presentes no país, controlando grande parte da economia nacional.

As multinacionais (empresas estrangeiras) com o tempo agravaram a economia, tomando setores de lucro e ascensão, como as indústrias automobilísticas, de cigarros, farmacêutica e mecânica. Com isso o investimento aparentemente rentável para a gestão presidencial mudou de configuração, as empresas estrangeiras dominavam o mercado brasileiro garantindo grandes lucros, muitas vezes, mais altos que o que eles investiam no Brasil. Embora, esses procedimentos fossem opostos às Leis locais, as multinacionais burlavam.

Concluímos, portanto, que o Plano de Metas iniciou com grandes avanços, porém foi responsável pelo nascimento de uma dívida externa para o Brasil que percorreu por muitos anos, por isso, fora tão criticado, esta possibilidade de crescimento arriscou a dependência econômica brasileira.

Bibliografia:
<http://pt.wikipedia.org/wiki/Juscelino_Kubitschek> Acessado em 13/05/2010
<http://educacao.uol.com.br/historia-brasil/ult1689u64.jhtm > Acessado em 13/05/2010