Cismas da Igreja

Quando se verifica o rompimento da unidade eclesiástica da Igreja surgem os cismas da Igreja. Na história, existiram diversos cismas, mas dois deles ficaram mais conhecidos: o Grande Cisma do Ocidente e o Cisma do Oriente.

O Cisma do Oriente (1054) ocorreu na época do Império Bizantino. Porém, muito antes, no ano de 867, ocorreu uma tentativa com o mesmo objetivo, no episódio em que Inácio, então patriarca da Constantinopla, foi deposto e acabou sendo substituído por Fócio, um erudito leigo. Com isso, o papado deu início a uma reação e fez uma denúncia a respeito desta substituição irregular. Então um concílio foi realizado em Constantinopla, que decretou a destituição do Papa e tornou ilegais as suas intervenções na Igreja bizantina. Mas, essa resolução dada pelo imperador Basílio I apenas postergou a resolução do problema, visto que, após intrigas e excomunhões de ambos, ocorreu no ano de 1054 a cisão entre Roma e Constantinopla. Desta forma, foi criada a Igreja Ortodoxa Grega.

Grande Cisma do Ocidente (1378 - 1417)

Já o Grande Cisma do Ocidente ocorreu devido à permanência do papado por mais de 70 anos na cidade francesa de Avinhão, na época denominada pelo povo italiano como “Cativeiro da Babilônia”. Quando Urbano VI foi escolhido para ocupar o trono da Santa Sé, antecedendo-se a Clemente VII, que era patrocinado por Carlos V apoiado por Espanha e Escócia. A preferência das nações escandinavas e italianas era por Urbano. Após uma tentativa de entendimento do Concílio de Pisa, um terceiro Papa acabou sendo eleito, Alexandre V. A partir deste momento, configura-se uma situação única na história da Igreja, pois havia 3 papas eleitos ao mesmo tempo. Mas esta situação foi resolvida no Concílio de Constança. Após muitas negociações, a solução do problema foi a eleição de Martinho V como único representante do papado. Assim, foi restaurada a unidade do catolicismo.

Estes dois cismas tiveram diversas consequências na Igreja, pois salientaram o acompanhamento do Clero na política dos governos.

Outros Cismas da Igreja Católica:

  • Ato de Supremacia
  • Cisma acaciano
  • Cisma de Fócio
  • Cisma meleciano
  • Cisma de Montaner
  • Cisma nestoriano
  • Antipapa Novaciano
  • Donatismo

Fontes:
http://www.infopedia.pt/$grande-cisma-(1054)
http://www.ecclesia.com.br/biblioteca/igreja_ortodoxa/a_igreja_ortodoxa_historia7.html
COTRIM, Gilberto. História Global – Brasil e Geral. 8ª Ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

Arquivado em: Cristianismo, Religião