Eleição de Dilma Rousseff

Por Fernando Rebouças
Em 121 anos de República no Brasil, o país elege pela primeira vez uma mulher para ocupar a presidência. No segundo turno das eleições de 2010, realizadas no dia 31 de outubro de 2010, a maioria dos eleitores elegeram Dilma Vana Rousseff.

O resultado foi anunciado pelo TSE no mesmo dia, a candidata vencedora, Dilma Roussseff, do Partido dos Trabalhadores (PT) recebeu mais de 55,39 % dos votos válidos, e o candidato do PSDB, José Serra, 44,61 % dos votos.

A candidata eleita nasceu na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, no dia 14 de dezembro de 1947. Filha de Pedro Rousseff, imigrante búlgaro, e da professora Dilma Jane da Silva. Depois do Golpe contra João Goulart, a jovem militante Dilma passou a integrar movimentos de luta armada esquerdista.

Durante a sua eleição, a imprensa nacional e estrangeira lembraram  o seu passado político como militante, quando sofreu  torturas, e de suas atuações como secretária e ministra. No governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, atuou como Ministra de Minas e Energia e da Casa Civil.

Depois de conquistar a confiança da presidência, no dia 31 de março de 2010, deixou o cargo de Ministra da Casa Civil para iniciar a sua candidatura às eleições presidenciais de 2010. Com o apoio do presidente Lula e da coligação que obteve o apoio do PMDB, a candidata cresceu nas pesquisas, alcançando cerca de 50% das intenções de voto.

O candidato derrotado, José Serra, apesar de ter um histórico de atuações como Ministro da Saúde no governo FHC, Senador, Prefeito da cidade de São Paulo e Governador do Estado de São Paulo, de ter conseguido levar a decisão da eleição para o Segundo Turno, cresceu nas pesquisas iniciais, mas oscilou perante as trocas de acusações de atos de corrupção de ambos os lados.

Segundo os críticos, em 2002, Lula sucedeu o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso num momento em que o Brasil procurava mudanças e, em 2010, Dilma Rousseff , com o apoio da situação, se elegeu num momento em que o Brasil buscava continuidade nos projetos sociais e econômicos inseridos nos oito anos do governo Lula.

Outras líderes políticas, como Heloísa Helena, em 2006, e Marina Silva, em 2010, já haviam tentado se tornar na primeira mulher eleita presidente da história do Brasil, mas sem grandes apoios partidários não conseguiram chegar ao Segundo Turno. Dilma Rousseff torna-se no 40º presidente da República.

Fontes:
http://www1.folha.uol.com.br/poder/823563-em-seu-primeiro-pronunciamento-dilma-destaca-papel-das-mulheres.shtml
http://www.nytimes.com/reuters/2010/10/31/world/international-us-brazil-election.html?hp
http://agencia.tse.gov.br/sadAdmAgencia/noticiaSearch.do?acao=get&id=1343540