Gueto de Varsóvia

Por Fernando Rebouças
O Gueto de Varsóvia foi um grupo judaico que foi estabelecido pelos nazistas durante o Holocausto na Polônia, durante a Segunda Guerra Mundial. Quando os alemães invadiram a Polônia em 1939, logo iniciaram o isolamento dos judeus num gueto.

Gueto de Varsóvia - rendicao

A instalação desse gueto foram concluídas, após indefinições administrativas, pelo General gouverneur do regime nazista da Polônia, Hans Frank , em 16 de outubro de 1940. Todos os judeus de Varsóvia eram obrigados a ir para o gueto, que ficava cercado por um muro, o que aprofundava ainda mais a segregação.

A população chegou a atingir 380.000 pessoas, e ser vitimada por diversas doenças como o tifo, e mazelas como a fome, os judeus eram alimentados com ração. Em 22 de julho de 1942, iniciou-se  expulsão dos judeus para campo de extermínio, levando cerca de 300.000 pessoas para a Treblinka ou para a própria Varsóvia.

Restaram cerca de 60 mil habitantes no gueto, gerando uma melhor situação de espaço e alimentação. Os judeus que permaneciam trabalhavam como escravos para as fábricas alemãs. Houve a criação do ZOB – Organização de Luta Judaica, sob a liderança de Mordechaj Anielewcz; e a ZZW – União dos Combatentes Judeus.

Gueto de Varsóvia

Soldados nazistas forçam judeus a abandonar o gueto, após uma revolta de resistência.

Esses grupos de resistências eram armados com pistolas , bombas e coquetéis molotov, e visavam enfraquecer a presença do exército alemão. Dentro do gueto movimentos juvenis e o Judenrat conseguiram organizar instituições culturais e de auxílio de alimentação e educação aos judeus.

Porém , o clima de medo permanecia entre todos. Há uma tese, que o Vaticano na época, era o único que possuía informações completas e precisas sobre o que ocorria nos campos de concentração nazista, naquele tempo, o papa Pio XII  permaneceu calado.

Fontes:
http://www.beth-shalom.com.br/artigos/gueto_de_varsovia.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gueto_de_Varsóvia