História da Líbia

Durante um grande parte da sua historia, a Líbia foi povoada por árabes e nômades. Suas regiões que eram povoadas eram apenas as costas, e os oásis, onde havia o estabelecimento de colônias. No século XIII a.C seus habitantes participaram de várias invasões pelo mar ao Egito. No século VII a.C houve a ocupação da área pelos Fenícios e pelos Gregos estabelecendo colonias nas cidades. Os Fenícios se fixaram em uma região da Líbia chamada de Tripolitania, e os Gregos em uma outra região chamada de Cirenaica. Os cartagineses, que eram herdeiros da cultura Fenícia, também fundaram na região da Tripolitania uma província, onde exerciam sua influencia cultural. No século I a.C o Império Romano se impôs em toda essa região, exercendo influencia em toda ela, e trazendo uma nova cultura, a latina.

A Líbia foi província romana até ser dominada pelos Vândalos (uma tribo germânica oriental) em 455 d.C e logo depois foi reconquistada pelo Império Bizantino (Império que deu sequencia ao Império Romano) e em 643 d.C a região passou a ser dominada pelos árabes.

A região da Tripolitania também foi dominada por um pouco mais de três seculos pelos Berberes Almoadas, enquanto a região da Cirenaica esteve sob controle Egípcio.

Mais recentemente, no século XVI, os Otomanos conquistaram a região da Cirenaica e em 1551 o Imperador Solimão, mais conhecido como O Magnífico, incorporou a região da Tripolitania ao Império Otomano, estabelecendo o poder central em Tripoli.

Por volta de 1800, ou seja, dois séculos mais tarde, o reinado Karamanli que havia dominado Tripoli por 120 anos, contribuiu para assentar as regiões de Fezã, Cirenaica e Tripolitania, conquistando maior autonomia, pertencendo apenas nominalmente ao Império Otomano, mas na pratica eram bem autônomos.

Essa região era base também para os Corsários (piratas que por algum mandado de alguém superior atacavam navios estrangeiros), e tal motivo desencadeou a Primeira Guerra Berbere que ocorreu entre 1801 a 1805, e teve a intervenção dos Estados Unidos.

Novamente em 1835 o Império Otomano conseguiu novamente dominar e manter o controle sob a região da Líbia, mesmo com os muçulmanos dominando duas regiões: a Cirenaica e Fezã.

Enfim, com tudo isso podemos perceber nitidamente que a História da Líbia se confunde com uma história de ocupações. Em toda sua história a Líbia foi fruto de ocupações, invasões, domínios de povos completamente diferentes. Proporcionando assim um choque cultural. E é justamente esses choques entre culturas que vem sendo desencadeado desde tantos anos atrás que vai ser responsável por vários conflitos atuais.

Arquivado em: África, História