Revoluções entre 1640 e 1804

No dia primeiro de dezembro de 1640 ocorreu a Restauração da Independência. Foi uma revolução armada; organizada por um grupo intitulado “Os Quarenta Conjurados” com o apoio do Reino de Portugal. Eles se revoltaram contra a tentativa de invalidação da autonomia do reino português através da Dinastia filipina castelhana, culminando com a instauração da Casa de Bragança (Quarta Dinastia Portuguesa), processo em que D. João IV de Portugal  foi aclamado.

Entre os anos de 1568 e 1648 ocorreu a chamada Revolta Holandesa, uma guerra de secessão realizada na área onde atualmente encontram-se os Países Baixos. À época, estes territórios formaram um país, tornando-se independente do domínio espanhol. No período em que os conflitos ocorreram, a República Holandesa configurou-se, por um breve período histórico, como uma potência mundial por apresentar grande poder naval e crescimento nas áreas científica, econômica e cultural.

A partir de 1642 tem início a Guerra Civil Inglesa, uma parte da Revolução Inglesa na qual ocorreu um conflito entre o Parlamento e os seguidores do rei Carlos I. O primeiro grupo, sob liderança de Oliver Cromwell, acabou sobressaindo-se e, em 1649, Carlos I foi condenado à morte. Com essa revolução, o poder monárquico viu-se reduzido, sendo que o governo começou a ser gerido pelo Parlamento, através do Primeiro-Ministro. Foi umas das primeiras revoluções contra a monarquia.

Completando a Revolução Inglesa, entre 1688 e 1689, ocorreu a Revolução Gloriosa, conhecida também pelo nome de Revolução sem Sangue. Neste processo, o rei Jaime II, que fazia parte da dinastia Stuart, de origem católica, foi retirado pacificamente do trono do País de Gales, Escócia e Inglaterra. Ele foi substituído por Maria II, sua filha, e por Guilherme (Príncipe de Orange), seu genro.

Ao fim do século XVIII e início do XIX (1776 - 1824), ocorreram as Revoluções do Atlântico, uma série de conflitos influenciados pelo Iluminismo, que compreendeu os processos de revolução que culminaram na independência das Américas e, na Europa, refere-se a revoluções em Portugal, Espanha e França.

Entre os anos de 1791 e 1804, ocorreu a Revolução do Haiti, um processo que culminou na independência do país em relação à França. Os conflitos ocorreram na colônia de Saint-Domingue, culminando na primeira república com governo estabelecido por pessoas de origem africana. Este processo revolucionário é visto historicamente como um momento decisivo para povos de origem africana presentes no “Novo Mundo”.

Fontes:
OLIVEIRA, Robson. A História das Revoluções - Dez maiores revoluções do mundo e os grandes pensadores. Discovery Publicações, São Paulo, p. 57-58. 2013.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Revoluções_do_Atlântico

Arquivado em: História