Tríplice Entente

Por Emerson Santiago
Ficou conhecida como Tríplice Entente (entente = acordo, contrato) a coalizão militar constituída na primeira década do século XX, onde os Impérios Britânico, Russo e República Francesa se uniram para fazer frente à política expansionista de outro bloco, a Tríplice Aliança (constituída pelos Impérios Alemão, Italiano e Austro-Húngaro), formado em 1882.

Esse processo de alianças na virada do século XIX para o XX reflete uma mudança que ocorria no cenário político europeu: as antigas potências, Grã-Bretanha e França, com seus vastos impérios coloniais distribuídos pelo globo, vinham sofrendo a concorrência de novas forças como Alemanha e Itália, recentemente constituídos estados nacionais unificados, que rapidamente conquistavam tanto fatias importantes dos mercados globais quanto inauguravam seus próprios impérios coloniais.

Esta concorrência de novas forças políticas naturalmente gerou graves atritos. A solução para resolver as discórdias foi a constituição de acordos econômicos, políticos e militares onde países com interesses semelhantes se reuniam. Assim, dois blocos distintos se destacaram: a "Tríplice Aliança" e a "Tríplice Entente". Esta criação de alianças, combinada com a diplomacia secreta, prática comum em meio à política europeia na época, foram fatores determinantes para o início da Primeira Guerra Mundial, em 1914.

A Tríplice Entente seria formada em 1907, justamente pelos principais rivais da Alemanha nas disputas por mercado e áreas coloniais. Caso ocorresse um conflito e a Alemanha saísse vitoriosa, esta poderia se tornar senhora do comércio internacional, país preponderante politicamente na Europa e ainda conquistar vários territórios coloniais, expandindo o seu império. Enfim, era o sonho máximo dos pan-germanistas, os simpatizantes de uma supremacia política e econômica alemã, apoiada ainda pelo velho Império Austro-Húngaro.

Por ocasião da guerra, a Itália seria convencida a se unir à Entente a partir de um trato feito com a Inglaterra. Após iniciado o conflito, os Estados Unidos viriam a reforçar o grupo com o afundamento por parte de forças alemãs de um navio repleto de tripulantes norte-americanos. De outro lado, o Império Russo, tomado por crises sociais agravadas pelo esforço de guerra irá retirar-se tanto da aliança quanto do conflito mundial. Logo depois, o país seria tomado por uma onda revolucionária na qual emergirá um novo ente que herdará as fronteiras do antigo império, a União Soviética.

A saída da Rússia e, sobretudo, a entrada dos Estados Unidos na guerra mudariam substancialmente os rumos do conflito. Fortalecidos, os países da Entente conseguiriam romper o imobilismo em que se encontrava a disputa. Em 1918 o Império Austro-Húngaro e a Alemanha estavam derrotados. No dia 11 de novembro, representantes da Alemanha assinavam o acordo de paz, dentro de um vagão de trem em Compiegne, França. Pelo acordo, os alemães aceitavam as condições de rendição estabelecidas pelos países vitoriosos.

Bibliografia:
(?) Jarilia.Tríplice Entente/Tríplice Aliança. Disponível em <http://historycomaluno.blogspot.com/2009/02/triplice-entente-triplice-alianca.html>. Acesso em: 13 mar. 2012.

História Geral - Primeira Guerra Mundial. Disponível em <http://www.portalbrasil.net/historiageral_primeiraguerramundial.htm>. Acesso em: 13 mar. 2012.