História da IBM

Por Fernando Rebouças
Herman Hollerith no objetivo de acelerar o colhimento e organização de dados para o censo norte-americano de 1890, criou várias máquinas que automatizasse a contagem dos dados utilizando fitas de papel com perfurações que representavam cada informação registrada. Herman era profissional em estatística e percebeu que através destas perfurações circuitos elétricos se estabeleciam facilitando a computação dos dados.

Em 1896, a fita de papel foi substituída pela fita de cartão. Inicialmente, a empresa se chamava Computing Tabuling Recording Co.-CTR, e possuía 1400 funcionários.

Em 1924, a empresa aprimorou a sua tecnologia e ampliou os seus negócios, mudando de nome e passando a se chamar de International Business MachinesIBM. Em 1949, fundou uma subsidiária para cuidar dos negócios da empresa fora dos EUA, a IBM World Trade Corporation, presente em 150 países, com fábricas e instalações em 15 países, dentre os quais Brasil, Argentina, México e Colômbia no grupo dos países de economia emergente.

A IBM chegou ao Brasil em 1917, ainda sob o nome de CTR, firmando contrato com a Diretoria de Estatística Comercial. Em 1920, foi contratada pelo governo brasileiro para organizar o censo geográfico e fixando estabelecimento no país em 1924.

Atualmente, a IBM é referência de tecnologia de ponta, de computadores e acessórios digitais que simplificam a comunicação e a troca de dados. É uma das maiores empresa do mundo no segmento, defendendo o seu share perante as concorrentes.