Virtualização

Virtualização se refere a técnica de compartilhamento e utilização de recursos, em um único sistema de computador interligado a várias máquinas virtuais, cada qual possui seu sistema operacional, com softwares e aplicativos, além da conexão de rede. A partir da Virtualização é possível se conectar a diversas máquinas, através de interfaces próprias, roteadores, switches ou firewalls. O termo Virtualização é caracterizado pela composição de diversos sistemas em funcionamento em uma mesma estação de trabalho ou desktop e também outras funcionalidades.

O campo virtual da tecnologia é algo imensurável e que não pode ser tocado, daí o significado. Portanto a Virtualização somente pode ser notada e utilizada através do desenvolvimento de uma interface virtual, o qual possui características semelhantes ao real, o que proporciona ao usuário a facilidade de utilizar sistemas e aplicativos, sem precisar ir até o local físico. Este processo acaba por eliminar a co-dependência dos recursos. Pois os aplicativos e sistemas podem ser acionados por meio de outros.

Uma das inúmeras vantagens na utilização da Virtualização é primeiramente a econômica. Com esta, é possível diminuir o consumo de energia elétrica e o desperdício de recursos. Para deixar claro esta inovação, pode-se pontuar como exemplo um desktop, cuja função é ser um servidor de e-mail. Mesmo utilizando a capacidade total do disco rígido, o processador pode sofrer instabilidades no desempenho, dependendo do horário, devido ao grande acesso no período vespertino. Porém durante a madrugada, há espaço de sobra para trabalhar, que poderia ser utilizado durante o período de grande tráfego. É justamente neste “espaço” que a Virtualização desempenha a sua função, otimiza o tempo e auxilia no melhor desempenho do sistema.

Há três tipos de Virtualização: de Aplicativos, a qual cada aplicativo possui e depende de um sistema operacional para alocar informações e gerencia memória. Porém existe a possibilidade de haverem dois aplicativos divergentes, que requerem versões diferentes da mesma DLL. Neste caso a técnica de Virtualização entra em ação, através de uma cópia de um dos aplicativos ser instalada no servidor virtual, sendo assim, o programa será executado com as especificações de cada um, as quais são baixadas no computador do usuário.

Outro tipo é a Virtualização de Hardware, que consiste em acionar diversos sistemas no mesmo desktop. Através dos programas como o VMs ou Virtual Machines, que simulam o ambiente físico do computador. As vantagens desta técnica ao usuário é a eliminação total de possíveis softwares e aplicativos incompatíveis; se possuir o Windows Vista e desejar abrir um aplicativo incompatível, é possível criar um VM para fazer funcionar rapidamente. Para os servidores, a vantagem é que a virtualização permite que os processos sejam distribuídos de forma igual para cada computador, otimizando o espaço utilizado em cada um, o que aumenta significavelmente o desempenho, além de reduzir o gasto com energia.

Existe também a Virtualização da Apresentação que possui acesso a um ambiente sem possuir contato físico. Esteja aonde estiver, é possível acessar os dados de outro computador como se estivesse o utilizando. O benefício deste tipo é que muitos usuários podem acessar o sistema ao mesmo tempo. Contudo, a Virtualização é um meio de otimizar a utilização dos recursos tecnológicos, com o objetivo de aprimorar as tarefas e funções da população.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Virtualização
http://www.tecmundo.com.br/1624-o-que-e-virtualizacao-.htm

Arquivado em: Informática