Vocabulário Aplicado de Inglês Executivo: Soldado do Wikileaks revela porque vazou segredos


Soldado dos EUA acusado de fornecer grande número de documentos secretos ao site Wikileaks admite ser culpado de 10 das 22 acusações contra ele e revela os motivos que o fizeram realizar diversos vazamentos. Sobre este assunto, a série Vocabulário Aplicado de Inglês Executivo destaca sete termos pertinentes ao cenário executivo internacional.


We now have a first-hand account of what compelled Bradley Manning to carry out the biggest leak of government secrets in American history.

He told the military court he’d been appalled by the “bloodlust” of a helicopter mission in Iraq – video of which he passed on to Wikileaks. He said that while serving in Iraq, he’d become depressed at what he called America’s “obsession” with capturing and killing human targets. And that the American people should know the “true costs of war”.

As for the leaked State Department cables, Private Manning said they “documented backdoor deals and criminality” unbecoming of a superpower, and insisted his conscience was clear.

The military judge accepted the defendant’s plea of guilty to 10 of the 22 counts. But Bradley Manning denies the most serious charge of aiding America’s enemies – a charge which potentially carries a life sentence. Prosecutors have indicated that they plan to push ahead with a full court martial in the summer.

Vocabulário

  • First-hand account – relatório inédito escrito ou falado dado por alguém envolvido no caso em questão;
  • Compelled – situação onde existe a necessidade ou obrigação de que algo seja feito;
  • Bloodlust – satisfação e/ou desejo de ver violência;
  • Backdoor – caracteriza algo feito em segredo e que, geralmente, é desonesto;
  • Unbecoming – descreve um comportamento incorreto e inaceitável;
  • Life sentence – condição onde o condenado passa todo o resto de sua vida na prisão;
  • Push ahead with – continuidade a execução de algo difícil ou desprazeroso;

Assim, o texto acima pode ser interpretado da seguinte forma:

Temos agora um relato em primeira mão, no qual Bradley Manning explica o que obrigou a realizar o maior vazamento de segredos do governo na história americana.

Ele disse ao tribunal militar que tinha ficado chocado com a “sede de sangue” de um helicóptero em missão no Iraque – vídeo do qual passou ao Wikileaks. Ele disse que enquanto servia no Iraque, veio a ficar depressivo com o que chamou de “obsessão” americana em capturar e matar alvos humanos. E que o povo dos Estados Unidos deveria conhecer os “verdadeiros custos da guerra”.

Quanto aos telegramas vazados do departamento de estado, o soldado Manning disse que eles “documentaram acordos escusos e criminalidade” impróprios para uma superpotência, e insistiu que a sua consciência estava limpa.

O juiz militar aceitou pedido do réu de culpa em 10 das 22 acusações. Entretanto, Bradley Manning nega a acusação mais séria, a de ajudar os inimigos norte americanos – uma sentença que possivelmente acarretaria em uma sentença de prisão perpétua. A promotoria indicou que pretende avançar com um tribunal marcial completo no verão.

Do originalBradley Manning pleads guilty to some Wikileaks charges – por Steve Kingstone em Março de 2013 no site de notícias da BBC de Londres.

Sites visitados:
http://www.bbc.co.uk/news/world-us-canada-21610811
http://www.bbc.co.uk/worldservice/learningenglish/language/wordsinthenews/2013/03/130301_witn_wikileaks.shtml

Arquivado em: Inglês