Deep Web

Por Anna Adami
Denominada Deep Web, Undernet ou Darknet (termos em inglês), é também conhecida como Internet invisível. O nome faz alusão ao significado: Deep Web é o conjunto de sites e/ou comunidades, os quais não são identificados pelos mecanismos de busca, como o Google. Estes endereços eletrônicos somente são detectados através de sistemas avançados de busca e utilizando códigos específicos e técnicos. Uma das características deste tipo de site é a ausência do formato HTML, justamente para não ser identificado facilmente.

Segundo o pesquisador americano Michael Bergman, expoente e maior estudioso do assunto, a Deep Web pode ser 500 vezes maior do que a internet acessada por grande parte da população. Bergman estuda minuciosamente o provável conteúdo, bem como o mistério que esta outra faceta da internet pode esconder. Em outras palavras, a Deep Web é um grupo de sites e páginas ocultas, que podem conter informações relevantes e comuns, de determinados grupos e clãs, que apenas prezam a privacidade e não querem ser importunados pelos usuários da web, ou pode também contemplar criminosos virtuais, os mais temidos Hackers, que se beneficiam do anonimato desta esfera para compartilhar vírus, hoaxes entre outras atividades consideradas crimes virtuais, e até mesmo pessoas que divulgam conteúdos impróprios como pornografia infantil, locais e transações de vendas de entorpecentes, venda de órgãos, seitas satânicas, entre outras ocupações vedadas de divulgação.

O rastreamento de Deep Sites na chamada Deep Net pode ser feito por meio de ferramentas de busca específicas como Deeppeep, Incywincy, Scirus ou Deepwebwiki. Ao adentrar nesta face da internet pode ser perigoso e por isso, não é recomendada a qualquer usuário comum da web, pois há grandes riscos de pegar vírus que destruam dados importantes do seu computador, roubo de dados pessoais e senhas bancárias ou até mesmo se deparar com conteúdo altamente proibido. Além dos buscadores especiais, é preciso utilizar navegadores específicos como o Thor e Freenet, os quais protegem o anonimato do usuário.

Podemos citar dois famosos casos relacionados a Deep Web que vieram a público, como no ano de 2003 na Alemanha, quando um homem que se auto-denominava de canibal, confessou ter matado e comido a vítima. As investigações policiais chegaram a uma rede de fóruns escondidos na Deep Net, conhecido como Cannibal Cafe, Torturenet e Guy Cannibals, sites estes que serviam para marcar encontros e trocar informações.

Outro caso foi a descoberta de um portal, com as mesmas características de uma enciclopédia eletrônica, cujo conteúdo divulgado eram informações sobre assassinos de aluguel. Conhecido como Hidden Wiki, informava nome, local e valor do profissional, por assim dizer.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Deep_web
http://www.lib.berkeley.edu/TeachingLib/Guides/Internet/InvisibleWeb.html
http://www.guardian.co.uk/technology/2009/nov/26/dark-side-internet-freenet