Prêmio Pulitzer

Por Ana Lucia Santana
O Prêmio Pulitzer é o título mais importante concedido ao jornalismo norte-americano pela Universidade de Columbia, localizada em Nova Iorque. Ele é entregue aos profissionais que se destacam nos campos do jornalismo, da literatura e da música. Foi instituído em 1917 após a morte de seu criador, Joseph Pulitzer, jornalista e editor de grande sucesso nos EUA.

Este notável imigrante húngaro, posteriormente naturalizado norte-americano, manifestou algum tempo antes de seu falecimento o desejo de incentivar jornalistas e artistas com a concessão de um prêmio, o qual eternizou seu nome e seu trabalho na esfera da Comunicação. Para que seu sonho se concretizasse, ele legou à Universidade de Columbia parte de sua fortuna, a qual foi parcialmente utilizada, em 1912, para a implantação da Faculdade de Jornalismo nesta instituição.

Joseph chegou aos Estados Unidos praticamente sem nada, embora descendesse de uma família de judeus prósperos, e tivesse recebido a mais refinada educação em escolas particulares de Budapeste. Em 1864 ele resolveu deixar tudo e partir para a América do Norte, aí se alistando no Exército Federal, no contexto da Guerra de Secessão.

Seu primeiro trabalho no Jornalismo foi como repórter no Westliche Post, periódico alemão, do qual se tornou um dos donos depois de 5 anos, ou seja, em 1871. Ao completar 25 anos ele já é editor e, em 1874, ingressa no New York Sun, como correspondente. Quatro anos depois ele une dois veículos, o Dispatch e o Evening Post, criando o Post Dispatchs, transformando-se, assim, em um dos nomes mais destacados do Jornalismo norte-americano.

O primeiro Prêmio Pulitzer foi concedido no dia 4 de junho de 1917, e a partir de então ele é sempre oferecido, anualmente, no mês de abril. Os indicados são selecionados por uma banca autônoma. A premiação é dividida em 21 categorias, das quais apenas uma – o Serviço Público de Jornalismo – recebe uma medalha de ouro, pois ela é ofertada a um veículo, não a uma pessoa, mesmo que seu nome seja mencionado. As outras são premiadas com a quantia de dez mil dólares e um certificado.

Uma característica essencial deste prêmio é que apenas trabalhos impressos por periódicos norte-americanos podem concorrer. Somente obras e publicações significativas recebem esta premiação, como, por exemplo, o livro As Horas, de Michael Cunningham, premiado em 1999, que deu origem ao filme homônimo, dirigido por Stephen Daldry.

Eis as categorias que compõem o Prêmio Pulitzer: Serviço Público, Furo de reportagem, Reportagem investigativa, Reportagem explicativa, Reportagem de denúncia, Reportagem nacional, Reportagem internacional, Reportagem especial, Comentário, Crítica, Editorial, Projeto editorial, Furo de reportagem Fotográfica, Fotografia, Ficção, Drama, História, Poesia, Ensaio, Música, Homenagens.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Prêmio_Pulitzer
http://www.observatoriodaimprensa.com.br/netbanca/arquivo/ed241_250.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Joseph_Pulitzer