Arcaísmo

Por Ana Paula de Araújo
Arcaísmo é uma palavra ou uma expressão antiga que já caiu em desuso. Podemos falar em arcaísmos linguísticos e em arcaísmos literários.

Arcaísmo linguístico é aquele encontrado no uso da língua em determinado local, onde há traços fonéticos, morfológicos, sintáticos e léxicos que são conservadores e antigos na língua.

Já Arcaísmo literário é aquele encontrado nas obras literárias, usados frequentemente como um recurso de estilo para tornar o texto mais solene, culto, decadente, etc. Eles consistem no uso de expressões típicas da época à qual o texto literário se refere, mas que já não são mais usadas na no momento em que o texto foi escrito. Quando se fala de um texto naturalmente antigo, portanto, os arcaísmos encontrado não são propositais, pois são expressões próprias da época em que o mesmo foi escrito

Quando falamos em linguagem técnica ou científica, o arcaísmo consiste em uma construção que já caiu em desuso, e que, portanto, prejudica a compreensão do texto. O costume de empregar no texto expressões antiquadas deve ser evitado, pois pode comprometer a clareza do texto para um leitor que não tenha os conhecimentos históricos necessários para recuperar o significado de tais termos.

Palavras que hoje são usuais para nós, no futuro fatalmente se tornarão arcaísmos, e os que hoje existem, antigamente foram palavras usuais. Isso acontece naturalmente devido ao processo de evolução da língua, devido a ela modificada pelos próprios falantes ao longo do tempo.

Podemos facilmente perceber algumas palavras que hoje são ainda utilizadas, mas que devido ao seu uso estar diminuindo cada vez mais, são certamente futuros arcaísmos. São exemplos desse fenômeno:

  • O pronome vós (2ª pessoa do singular), que está sendo substituído pelo pronome de tratamento vocês.
  • A mesóclise do pronome oblíquo (far-se-á, levantar-nos-emos).
  • O pretérito mais que perfeito (amara, fizera, partira).

Vejamos outros exemplos de arcaísmos:

  • Ceroula (cueca)
  • Vosmecê (você)
  • Outrossim (também)
  • Quiçá (talvez)
  • À guisa de (à maneira de)
  • Apalermado (bobo)
  • Magote (grande quantidade)

OBS: apesar de serem termos ultrapassados, a grande maioria dos arcaísmos são dicionarizados, ou seja, em caso de dúvida no significado, sempre podemos recorrer a um bom dicionário.