Palíndromos

Palíndromo é uma palavra, expressão ou frase, ou até mesmo uma sequência de letras ou números, que tenha a propriedade de ser lida e compreendida da mesma maneira, tanto da direita para a esquerda, como da esquerda para a direita.

Nele são considerados, somente palavras e letras, e desconsiderados os sinais e espaços. Frases que formam palíndromos são também chamadas de anacíclicas, ou seja, aquelas que refazem o ciclo.

Exemplos de palavras que são palíndromos:

  • OVO
  • OSSO
  • RADAR
  • OMISSÍSSIMO (maior palavra palindrômica da língua portuguesa)

Nas frases, quanto maior ficam, mais difícil de se conseguir um palíndromo:

SOCORRAM-ME, SUBI NO ÔNIBUS EM MARROCOS.

Veja outros exemplos:

  • "A Daniela ama a lei? Nada!" (Marcelo Coimbra Furtado)
  • "A droga do dote é todo da gorda" (Rômulo Marinho)
  • "A grama é amarga" (Millor Fernandes)
  • "A lupa pula" (Catarina Lins)
  • "A mala nada na lama" (Millor Fernandes)
  • "A miss é péssima!"
  • "À Rita, sátira!" (Mateus S. Thimóteo)
  • "Amo Omã. Se Roma me tem amores, amo Omã!" (Mateus S. Thimóteo)
  • "Acata o danado... e o danado ataca!"
  • "Ajudem Edu já!" (Ândrey Galvão)
  • "Ame o poema"
  • “Anotaram a data da Maratona”
  • “Rir, o breve verbo rir.”

A palavra “Palíndromo” vem do grego, da junção das palavras “palin”, que significa NOVO e “dromo”, que significa CIRCUITO.

Porém, é em latim que encontramos um dos palíndromos mais antigos, conhecidos por nós: “SATOR AREPO TENET OPERA ROTAS”, que em português significa: “O lavrador diligente conhece a rota do arado”. Inclusive, este é um palíndromo perfeito, por admitir sua leitura em todas as direções (de cima para baixo, de baixo para cima, etc).

Vejamos:

  • S A T O R
  • A R E P O
  • T E N E T
  • O P E R A
  • R O T A S

Na história, os palíndromos estiveram presentes em bastantes episódios. Muitos os associam à magia, outros acham um jogo divertido com as palavras, outros simplesmente acham perda de tempo, contudo,é bom que os conheçamos, pois todo conhecimento pode ser útil.

Há muitos palíndromos na língua portuguesa, porém isto não é privilégio nosso, há palíndromos também em muitas outras línguas como o inglês, o alemão, o italiano, o francês, etc.

Pode ser, ainda, um recurso textual, pois é bastante utilizado na literatura e na publicidade, geralmente por facilitar a memorização, embora às vezes seja imperceptível ao leitor.

Atenção!

Não confundir palíndromo com versos sotádicos. Os versos sotádicos são aqueles que não alteram o sentido se forem lidos da direita para a esquerda ou da esquerda para a direita, mas sem desagrupar as letras que formam palavras. Um exemplo de verbo sotádico é o seguinte:

“Infelizmente morreram todos” = “Todos morreram infelizmente”

Fontes:
http://www.soportugues.com.br/secoes/palindromos/
http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=637&Itemid=1
http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/images/atividadespedagogicas/atividade-palindromos.pdf
http://obviousmag.org/archives/2007/07/palindromos_da.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_pal%C3%ADndromos
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pal%C3%ADndromo

Arquivado em: Linguística, Português