Clássicos do Gênero Distopia

Fahrenheit 451 – Ray Bradbury

Em um futuro não muito distante um governo autoritário proíbe as pessoas de lerem. Os livros não são tolerados pelos governantes. Tudo que as pessoas precisam saber é veiculado pela televisão, inclusive em lugares públicos. Todas as informações são absolutamente controladas, pois o poder teme que os cidadãos se rebelem. Neste contexto, o bombeiro Guy Montag se delicia com seu trabalho, queimar livros. De repente ele conhece a jovem Clarisse McClellan, de dezesseis anos, que vai mudar completamente sua visão de mundo.

1984George Orwell

Este livro é um retrato do mundo contemporâneo; ele antecipa fenômenos como a exposição da intimidade das pessoas no espaço público; progresso da tecnologia, a qual permite a monitoração total dos cidadãos, a aniquilação ou o manejo da história das civilizações e conflitos bélicos para o estabelecimento da paz. Aqui o autor radicaliza este contexto, justamente para advertir pessoas de outros tempos dos riscos de uma sociedade no estilo “Big Brother” e para estimular os indivíduos a adotar uma ação humanista.

Jogos Vorazes – Suzanne Collins

Em um futuro indeterminado e sinistro, a América do Norte foi destruída e na mesma região foi criada a Panem, composta por 12 Distritos. Após uma guerra sangrenta, o Estado institui os Jogos Vorazes, uma forma de dominar as pessoas e de mantê-las cativas do medo e de uma esperança manipulada pelo poder. Neste reality show macabro 24 crianças ou adolescentes, sempre uma garota e um garoto de cada distrito, são escolhidos por meio de sorteio e enviados para uma cruel competição em um cenário forjado pelos governantes. Cada momento dessa disputa é transmitido pela televisão para todos os habitantes. O objetivo é assistir os competidores matando uns aos outros. No final só há um vencedor. Katniss atrai a atenção de todos ao se apresentar como voluntária no lugar de sua irmãzinha. Peeta é o representante masculino do mesmo distrito. Até onde eles estarão dispostos a ir para sair vivos dessa competição?

Legend – A Verdade se Tornará Lenda – Marie Lu

Este é o primeiro volume da saga Legend. A trama se passa em Los Angeles em um futuro distante, mais precisamente no ano de 2130 D.C, na República da América. Agora os Estados Unidos foram separados em dois países distintos, a República, sediada onde antes estava localizado o oeste norte-americano, e as Colônias, dois territórios em constante confronto. Os habitantes da República são classificados segundo seus valores de QI, detectados por meio de um teste que todas as crianças de 10 anos são forçadas a realizar. Dependendo da nota, cada um será destinado a um futuro diferente. June, membro de um clã familiar abastado,  aos 15 anos torna-se um símbolo de sua nação. Os pais morreram quando ainda era muito nova e o único integrante de sua família é o irmão Metias. Day, por sua vez, só tem em comum com June a idade e a inquietude. Ele provém de uma favela, é um fugitivo da República, não possui qualquer ligação com o terrorismo nem laço algum com os membros das Colônias. Os caminhos dos dois vão se cruzar após um evento trágico.

Reiniciados – Teri Terry

Em um mundo totalmente dominado pelo medo e por um controle que transcende qualquer limite, algo justificado pelas constantes investidas de grupos terroristas, a ordem é preservada por uma instituição governamental conhecida como Coalizão Central. A história se passa em 2050. A suposta paz é assegurada pelos “mantenedores da paz”, batizados de Lordeiros, uma reunião de pessoas bizarras e exóticas. Neste universo assustador todos os que se insurgem contra as novas leis são considerados terroristas e imediatamente reprimidos. Mas a punição também é completamente diferente do que se conhecia até então. Os governantes apelam para uma lavagem cerebral radical. Ou seja, eles deletam as lembranças dos que são considerados infratores.

Arquivado em: Literatura