Escritores da Literatura Árabe

Pode-se dizer que a literatura árabe nasceu no século VI, mas somente com o Corão, no século VII, ganhou uma maior consistência e permanência na vida cultural dos árabes e em sua produção literária. Seu ápice, porém, se deu durante a Era de Ouro do Islamismo, quando conquistou um vigor que perdura até a atualidade. Normalmente a história da literatura árabe é dividida em dois momentos, o anterior e o posterior à sistematização do Corão. Antes da consolidação do Islamismo os árabes viveram uma época conhecida como Jahiliyyah, ou período da ignorância, especialmente no sentido espiritual. Nestes tempos a criação literária escrita foi muito esparsa, ao contrário da tradição oral. Tal como a Bíblia, o Corão também foi um marco decisivo na literatura dos árabes. Ela é o ponto de origem de várias concepções, referências e menções, sem falar em seus princípios morais, que inspiraram a gestação de muitas histórias. No universo árabe há uma clara distinção entre a língua culta e a comum; raros autores se valem desta última, pois se alega que a produção literária tem como meta aprimorar e educar os indivíduos, acima da ideia de entreter.

Autores e Obras

  • Gibran Jalil Gibran. Líbano. Espíritos Rebeldes; Lágrimas e Sorrisos; A Procissão; O Profeta; Os Deuses da Terra; Entre a Noite e o Dia; O Jardim do Profeta; Lázaro e Sua Amada.
  • Muhammad Aladdin: Egito. El Evangelio según Adán; Las Aventuras del Príncipe Seif Ibn Zi Yazan; La otra orilla; Los círculos;  El vigésimo segundo dia; Nuevo Amante, Joven Amante.
  • Naguib Mahfuz: Egito. Miramar; Trilogia do Cairo; A Taberna do Gato Preto; Os Filhos do Nosso Bairro; Noites das Mil e Uma Noites.
  •  Ahmed Al-Aidi: Egito. Being Abbas El Abd; Adventures of Karee.
  • Nael Al-Toukhi: Egito. Technical Changes; Hanoch Levin.
  • Nadia Tuéni: Líbano. Les Textes Blonds; L'Âge d'écume; Juin et les Mécréantes; Le Rêveur de Terre; Archives Sentimentales d'une Guerre au Liban; Une Guerre Pour les Autres; Jardinier de Ma Mémoire.
  • Gamal el-Ghitani: Egito. Ard .. Ard; Dhikr ma Jara; Ahrash al-Madina; Naftha Masdur; Thimar al Waqt; Rinn.
  • Mohammed Chukri: El Pan Desnudo; El Pan a Secas; Tiempo de Errores; Rostros, Amores, Maldiciones; El Loco de Las Rosas.
  • As Mil e Uma Noites. Autoria Anônima.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Literatura_%C3%A1rabe
http://www.banipal.co.uk/contributors/865/nael-el-toukhy/
http://www.radioopensource.org/nael-el-toukhy-a-post-modern-novelists-eye-on-egypt/

Arquivado em: Literatura