Escritores da Literatura Steampunk

Em um cenário dominado por histórias que retratam um futuro fictício, é uma surpresa encontrar um público tão fiel a tramas que se desenvolvem em um passado povoado por dirigíveis, centros urbanos afetados por angustiantes cenários da era vitoriana, inusitados veículos movidos a vapor e máquinas com dispositivos que assumem a forma de cartões perfurados. As personagens femininas adotam uma estética retrô, com sedutores corpetes de couro, e ao mesmo tempo seguem um comportamento feminista retrógrado. No contexto da Inglaterra vitoriana e eduardiana coexistem robôs impulsionados por motores a vapor e inteligências artificiais que antecedem a futura tecnologia impelida pelos chips. Esta é a configuração plástica da literatura steampunk; ela se resume em um futuro que poderia ter se desenrolado como cenário alternativo ao da autêntica Revolução Industrial. Este ambiente é perpassado por uma intensa espiritualidade que se contrapõe à Teoria da Evolução de Darwin. As obras que praticamente inauguraram este gênero foram The Warlord of the Air, de Michael Moorcock; e The Space Machine, de Christopher Priest.

Autores e Obras

  • Michael Moorcock: Série The Elric: The Stealer of Souls; Stormbringer; The Cornelius Quartet; Série Sailing to Utopia: Flux; A Nomad of the Time Streams: The Warlord of the Air; The Land Leviathan; The Steal Tsar; Mother London; The Pyat Quartet.
  • Christopher Priest: The Space Machine; O Terceiro Passo; O Prestígio; Inverted World; Os Extremos; Fugue for a Darkening Island.
  • Tim Powers: Three Days to Never; O Portão de Anúbis; Last Call; Expiration Date; Earthquake Weather.
  • James Blaylock: Homunculus; Lord Kelvin’s Machine; A Terra dos Sonhos; The Elfin Ship.
  • Gerson Lodi-Ribeiro: Coletânea Vaporpunk – Relatos Steampunk Publicados Sob as Ordens de Suas Majestades; Coletânea Dieselpunk – Arquivos Confidenciais de Uma Bela Época.
  • Vários Autores: Coletânea Steampunk – Histórias de Um Passado Extraordinário.
  • Lia Habel: Série Gone With The Respiration: Dearly Departed – O Amor Nunca Morre; Dearly Beloved.
  • Cherie Priest: Série The Clockwork Century: Boneshaker; Clementine; Dreadnought; Ganymede; Inexplicable.
  • José Roberto Vieira: O Baronato de Shoah – A Canção do Silêncio.
  • Gail Carriger: Alma? O Protetorado da Sombrinha: O Primeiro Livro.

Fontes:
Bang! Revista de Fantasia, FC e Horror. Editora Saída de Emergência. N° 0/ Setembro de 2013.
http://en.wikipedia.org/wiki/Michael_Moorcock#Fiction
http://www.saidadeemergencia.com/autor/michael-moorcock/
http://www.estantedelivros.com/autores/christopher-priest
http://capacitorfantastico.blogspot.com.br/2011/02/tim-powers.html
http://www.estantevirtual.com.br/qau/james-o-blaylock
http://www.saraivaconteudo.com.br/Materias/Post/47155
http://www.wook.pt/authors/detail/id/2211208
http://www.skoob.com.br/autor/357-cherie-priest
http://www.saraivaconteudo.com.br/Materias/Post/43756
http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/4709075/alma-o-protetorado-da-sombrinha-o-primeiro-livro

Arquivado em: Literatura