Escritores de Romances Psicológicos

A literatura que caminha pelos meandros psicológicos produz um gênero que frisa mais os dilemas interiores, as razões pessoais que movem determinadas escolhas e atitudes do Homem, do que o contexto exterior, ou seja, a vida social e a cultura. As histórias revelam os caminhos percorridos pelos sentimentos e pelas lembranças, que transitam da esfera do inconsciente para a da consciência, produzindo certas formas de agir. A temática psicológica na literatura teve início com o autor Choderlos de Laclos, que escreveu Ligações Perigosas. Outro clássico desse gênero é o inglês O Morro dos Ventos Uivantes, de Emily Brontë. Nele é possível encontrar uma ampla esfera de análise das categorias da psique, o ego, o id e o superego. Nos anos 60 e 70 vicejaram os romances dessa natureza entre os escritores brasileiros, sempre baseados nas pesquisas de profissionais da área. O mais famoso é Cléo e Daniel, de Roberto Freire, publicado em 1966.

Autores e Obras de romances psicológicos

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Romance_psicol%C3%B3gico
http://educacao.uol.com.br/biografias/fiodor-dostoievski.jhtm
http://www.skoob.com.br/autor/1899-choderlos-de-laclos
http://www.releituras.com/machadodeassis_bio.asp
http://www.claricelispector.com.br/obras.aspx
http://www.releituras.com/guimarosa_bio.asp
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lya_Luft#Obras
http://www.skoob.com.br/autor/62-emily-bronte
http://www.goulartgomes.com/visualizar.php?idt=415120

Arquivado em: Literatura