Escritores do Barroco

O gênero literário barroco ingressou no Brasil pelas mãos dos portugueses, em um contexto de total ausência de gestação cultural importante nesta nação. Desta forma, por apenas ecoar a produção da literatura de Portugal, a elaboração literária nessa época não é até hoje considerada autenticamente brasileira, e sim um modo de expressão que é puro fruto da era colonial. Seu texto é requintado e obscuro, e nele estão presentes recursos como as metáforas, a antítese, o paradoxo e a sinestesia. Pode-se dizer que nos séculos XVII e XVIII era possível encontrar em nosso país apenas alguns autores que, influenciados por escritores de outras nacionalidades, especialmente por portugueses e espanhóis, criavam no Brasil obras com elementos barrocos.

Autores e Obras do Barroco

  • Gregório de Matos: Florilégio da Poesia Brasileira; Buscando a Cristo; A Cristo N. S. Crucificado.
  • Padre Antônio Vieira: Sermão da Sexagésima; Sermão de Santo Antônio aos Peixes; Sermão do Mandato; Sermão da Quinta Dominga da Quaresma; Sermão do Bom Ladrão; Sermão do Mandato; Sermão do Espírito Santo; Sermão Pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal, contra as da Holanda; Sermão de Nossa Senhora do Rosário; História do Futuro; Esperanças de Portugal.
  • Bento Teixeira Pinto: Relações do Naufrágio; Diálogos das Grandezas do Brasil; Prosopopéia.
  • Manoel Botelho de Oliveira: Mal Amigo; Música do Parnaso.
  • Frei Manuel de Santa Maria Itaparica: Eustáquios; Canção Fúnebre; Descrição da Ilha de Itaparica; Epigrama Latino; Manifesto; Poemas Avulsos; Relação Panegírica; Sobre as Vozes Tristes dos Sinos.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Literatura_barroca_no_Brasil
http://www.literaturabrasileira.ufsc.br/autores/?id=3640

Arquivado em: Literatura