Literatura da Rússia

As obras produzidas por escritores russos podem ser colocadas entre as mais influentes e importantes do mundo. Para estudar a literatura russa, autores e livros foram divididos em várias eras. Isso ocorreu devido à vasta produção de grandes mestres como Mikhail Lérmontov, Anton Tchekhov, Lev Tolstoi, Fiodor Dostoievski, Alexander Pushkin, entre outros. No país, foram produzidas obras como Ivan - o Imbecil, Crime e Castigo, Anna Karenina e Guerra e Paz.

Considera-se como fundador da literatura da Rússia o autor Alexander Pushkin. Porém, somente durante o século XIX é que os escritores russos conseguem alcançar posição de destaque em escala mundial, época dos grandes Leo Tolstoi e Dostoievski. Com a formação da União Soviética, as produções começam a passar por censura do poder comunista, sendo que muitos escritores acabaram sendo exilados ou forçados a trabalhar em Gulag, sistema soviético de trabalho forçado. As eras em que a literatura russa se divide são: Era Antiga, Era pré-Dourada, Era Dourada, Era da Prata, Era Soviética e Era Pós-Soviética.

Poucos autores são conhecidos da Era Antiga. Com escritores anônimos ou simplesmente desconhecidos, o que se vê nesse período de tempo são relatos sobre o cotidiano e livros de cunho religioso. Já a Era pré-Dourada apresenta a reformulação do alfabeto russo. A temática dos livros mostra-se mais avançada e os autores mais famosos são Mikhail Lomonosov, Antioch Kantemir e  Vasily Trediakovsky.

A Era Dourada representa a introdução do romantismo na literatura da Rússia. Ocorre uma ascensão de temas que vão do realismo ao fabuloso e ao drama. Os principais escritores desta época são Ivan Turgueniev, Fiodor Dostoievski, Leon Tolstoi e Nikolai Gogol. Após a Era Dourada encontra-se a Era de Prata. Neste período a forma de literatura mais marcante é a poesia, dominada por Anton Chekhov.

Com a formação da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) ocorre a chamada Era Soviética. Nesta época as obras tinha que ser filtradas para que não interferissem nos interesses do governo. Eram os próprios cidadãos que acusavam as obras impróprias para o governo. Isso causou o exílio de muitos autores e alguns foram mandados para trabalhos forçados em Gulag. Já na Era Pós-Soviética, mesmo com o fim da censura, a literatura da Rússia entrou em declínio. Destes anos, destacam-se apenas dois autores: Vladimi Sorokin e Victor Pelevin.

Fontes:
MOISÉS, Massaud. Dicionário de Termos Literários. São Paulo: Cultrix, 1998.
http://www.zeroland.co.nz/lit_russian.html
http://www.historiadomundo.com.br/russa/literatura-russa.htm
http://mulheres-russo.russian-women.net/Literatura-russa-Hist%C3%B3ria-da-Literatura-Russa.shtml

Arquivado em: Literatura, Rússia