Luís Fernando Veríssimo

Ensino Superior em Comunicação (Universidade Metodista de São Paulo, 2010)

Luis Fernando Veríssimo é um autor brasileiro conhecido pela qualidade de suas crônicas humorísticas e contos. Com mais de 60 títulos publicados; também é músico, tradutor, jornalista e roteirista.

Nasceu em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, dia 26 de setembro de 1936. Filho do consagrado escritor Érico Veríssimo e de Mafalda Halfen Volpe. A família mudou-se para os Estados Unidos em 1941, onde iniciou seus estudos em São Francisco e Los Angeles.

Durante a adolescência estudou no Roosevelt High School, em Washington. Nessa época interessou-se por jazz e teve aulas de saxofone.

Em 1956 retornou ao Brasil e trabalhou no departamento de arte da Editora Globo em Porto Alegre. Em 1960 integrou o conjunto musical “Renato e seu sexteto”. Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde trabalhou como tradutor e redator publicitário.

Em 1963 casou-se com Lúcia Helena Massa, com quem teve três filhos.

Retorna para Porto Alegre em 1967 como revisor no jornal “Zero Hora”, onde conquistou sua própria coluna diária em 1969. No mesmo ano produz textos para a agência MPM Propaganda.

No período entre 1970 e 1975 trabalhou no jornal “Folha da Manhã” escrevendo sobre música, cinema, política e esporte. Os textos consolidam seu gênero bem humorado na abordagem dos diversos assuntos.

Em 1973 publicou “O Popular”, coletânea que reunia seus principais trabalhos já realizados. Em 1975 publicou "A Grande Mulher Nua” e retornou ao jornal “Zero Hora”, contribuindo também para o “Jornal do Brasil”. Em 1979 publicou "Ed Mort e Outras Histórias", livro de crônicas que agradou leitores e crítica, popularizando o personagem-título.

Foi para Nova York em 1980 e lá residiu por dois anos, escrevendo "Traçando Nova Iorque". Na Feira do Livro de Porto Alegre de 1981 lançou o livro de crônicas "O Analista de Bagé", sucesso instantâneo que se esgotou em dois dias.

Entre 1982 e 1989 foi redator semanal da revista Veja, produzindo artigos bem humorados que marcaram a carreira do escritor.

Em 1994 publica "Comédias da Vida Privada", adaptada para minissérie na televisão. Fez grande sucesso e teve destaque pelo teor de seu conteúdo irreverente e inteligente.

Em 1995 integrou o grupo “Jazz 6”, lançando os álbuns "Agora é Hora" (1997), "Speak Low" (2000), "A Bossa do Jazz" (2003) e "Four" (2006). Em 1997 foi o primeiro humorista a conquistar o prêmio Juca Pato, escolhido por unanimidade como o Intelectual do ano pela União Brasileira de Escritores (UBE).

Em 2003, a New York Public Library elegeu seu livro "Clube dos Anjos” como um dos 25 melhores livros do ano.
Em 2004 recebeu o Prix Deus Oceans do Festival de Culturas Latinas de Biarritz, na França.

Em novembro de 2012 foi internado no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, após agravamento de uma gripe do tipo influenza A. Passou 24 dias internado, a metade deles na UTI. Recebeu alta em 14 de dezembro e no dia 3 de janeiro, escrevia sua primeira coluna para o jornal Estado de São Paulo.

Além dessa coluna, atualmente também escreve para os jornais “Zero Hora” e “O Globo”.

Algumas obras:

  • O Popular, 1973
  • A Grande Mulher Nua, 1975
  • Amor Brasileiro, 1977
  • O Rei do Rock, 1978
  • Ed Mort e Outras Histórias, 1979
  • Sexo na Cabeça, 1980
  • O Analista do Bagé, 1981
  • A Mesa Voadora, 1982
  • Outras do Analista de Bagé, 1982
  • O Gigolô da Palavras, 1982
  • A Velhinha de Taubaté, 1983
  • A Mulher do Silva, 1984
  • A Mãe de Freud, 1985
  • O Marido do Doutor Pompeu, 1987
  • Zoeira, 1987
  • O Jardim do Diabo, 1987
  • Noites do Bogart, 1988
  • Orgias, 1989
  • Pai Não Entende Nada, 1990
  • Peças Íntimas, 1990
  • O Santinho, 1991
  • Humor Nos Tempos de Collor, 1992
  • O Suicida e o Computador, 1992
  • Comédias da Vida Privada, 1994
  • Comédias da Vida Pública, 1995
  • Novas Comédias da Vida Privada, 1997
  • A Versão dos Afogados, 1997
  • Gula - O Clube dos Anjos, 1998
  • Aquele Estranho Dia Que Nunca Chega, 1999
  • Histórias Brasileiras de Verão, 1999
  • As Noivas do Grajaú, 1999
  • Todas as Comédias, 1999
  • Festa de Criança, 2000
  • Comédias Para Se Ler Na Escola, 2000
  • As Mentiras que os Homens Contam, 2000
  • Todas as Histórias do Analista de Bagé, 2002
  • Banquete Com os Deuses, 2002
  • O Opositor, 2004
  • A marcha, 2004
  • A Décima Segunda Noite, 2006
  • Mais Comédias Para Se Ler Na Escola, 2008
  • Os Espiões, 2009
  • Time dos sonhos, 2010
  • Amor Veríssimo, 2013
  • As mentiras que as mulheres contam, 2015

Arquivado em: Biografias, Escritores