O que é Literatura?

Por Fernando Rebouças
Uma coisa é escrever como poeta, outra coisa como historiador : o poeta pode contar ou cantar coisas não como foram, mas como deveriam ter sido, enquanto o historiador deve relatá-las não como deveriam ter sido, mas como foram, sem acrescentar ou subtrair da verdade o que quer que seja”. Nestas palavras do escritor espanhol Miguel de Cervantes, fica claro a concepção de Literatura, a Literatura ,sendo a arte da palavra, permite ao artista escritor inventar e criar os fatos e seres de uma obra literária.

O cientista, jornalista e historiador devem escrever retratando e descrevendo objetivamente o que realmente aconteceu num determinado dia, hora e evento; envolvendo pessoas e fatos reais, documentos não inventados. Nesta comparação de valores percebemos a diferença entre texto literário e não-literário.

As pessoas criadas pelo escritor (artista) são personagens que vivem e demonstram personalidade dentro do conteúdo criado pelo escritor, e características que refletem a de pessoas reais. A Literatura cria e recria a realidade, expressando pessoas, cenários, histórias e identidades.

Podemos conceituar a Literatura como ficção, uma ficção que recria uma realidade, que possui o potencial de adaptar uma obra a fatos reais ou simplesmente expressar fatos imaginários. A ferramenta da Literatura é a palavra, a que segue o estilo subjetivo de cada autor que interpreta a realidade sob o seu ponto de vista ou analisando o ponto de vista de uma sociedade e época.

O texto literário permite mais de uma interpretação, enquanto que o não-literário não dá vazão à interpretações diversas, mesmo que gere opiniões. Os textos literários são escritos basicamente em dois formatos, a poesia e a prosa.