Poetas Árabes

O âmbito da região conhecida como Crescente Fértil, ou seja, o ponto de ligação com a Índia, trilha que segue o Mar Mediterrâneo, terra mágica, já era considerado o centro da criação de poesia. Um exemplo dessa produção poética é a Epopeia de Gilgamesh, bem anterior ao épico de Homero. Campeonatos de poemas deixavam praças e mercados repletos. Nestas ocasiões a paz reinava entre os árabes. O gênero lírico é o mais antigo da literatura desta civilização. Os primeiros resquícios desta produção poética remontam ao século VI, apesar de tudo indicar que a poética oral data de eras ancestrais. Os estudiosos costumam dividir a poesia árabe em dois períodos, a poética pré-islâmica e os poemas cultivados no interior do Islamismo. A poesia árabe exerceu uma ampla influência na literatura hispânica. Hoje dois tesouros materiais comandam a vida nesse universo, a água e o petróleo. Os poetas contemporâneos se valem destes tópicos para criar sua poesia.

Poetas árabes e suas obras

  • Epopeia de Gilgamesh: Poemas compilados pelo Rei Assurbanipal. (Mesopotâmia – Iraque).
  • Mohammad-Taqí Bahār: Setāyeshi or Madiheh; Hamāsi; Mihaní; Ramzi or Sufi'āneh; Āasheghāneh; Akhlāgh; Āmuzeshi or Pandi; Goft-o-gu'í; Tanzi or Hajvi. (Pérsia – Irã).
  • Parvin Etesami: Divan. (Pérsia – Irã).
  • Nima Yuxij: Ay shab; Afsané. (Pérsia – Irã).
  • Mahmoud Darwish: O Jardim Adormecido e Outros Poemas. (Palestina).
  • Tamim al-Barghouti:  Mijana; Al Manzar. (Palestina).
  • Abu Nuwas: Trinta Poemas e Dez Desenhos de Amor Viril; Anthology of Islamic Literature.
  • Adonis: Cantos de Mihyâr, o Damasceno; Homenagem às Escuras Coisas Claras; Índice das Ações do Vento.
  • Hafez Ibrahim: Albasoka Al-deema; Ya Saidy wa Emami; Shakrto Jameela Sonekom; Masr Tataklam 'an Nafseha; Qol lel ra'ies Adama Allah Dawlatahu; Le Kes'a An'em behe mn Kes'a.

Fontes:
http://www.icarabe.org/artigos/poesia-e-paz-no-oriente-medio
http://es.wikipedia.org/wiki/Poes%C3%ADa_%C3%A1rabe
http://passeipostei.wordpress.com/2011/06/08/um-cheiro-de-sandalo-e-jasmim-o-homoerotismo-na-poesia-de-abu-nuwas-e-ibrahim-ibn-sahl/

Arquivado em: Literatura