Poetas Judeus

A civilização hebraica foi definida por uma intensa percepção de poesia ao longo de toda sua história. Esse dom se manifesta em muitas passagens do Antigo Testamento, as quais foram transcritas no formato poético. As obras incluem especialmente os Salmos, o livro de Jó, o Cântico dos Cânticos, o livro das Lamentações de Jeremias e boa parte do livro de Isaías, bem como outros fragmentos disseminados pelos Profetas e pelos Livros Históricos. Os poemas hebraicos são marcados principalmente pelo paralelismo. Eles não se destacam pela rima de palavras, como entre os poetas do Ocidente, e sim por uma rima de ideias. Precisar o que é poesia na literatura hebraica é uma missão complexa, pois ela não apresenta uma pontuação específica, métrica ou ritmo próprio. Praticamente nada a diferencia da prosa. O embate de forças entre o passado e a esfera imaginária que envolve o universo religioso-literário da Torá, do Talmude e da Cabala, somado aos conflitos políticos e bélicos da era contemporânea, caracterizam aparentemente quase toda a produção poética moderna.

Autores e Obras

  • Amir Or: A Canção de Tahira; O Animal no Coração; O Museu do Tempo; Yom; Shir; Kakha; Resgate do Morto; Faces; Vejo Pelos Olhos do Macaco. (Israel).
  • Naomi Shemer: Jerusalém de Ouro; Lu Yehi; Hurshat ha Eucaliptos. (Israel).
  • Paul Celan: Todesfugue; Ópio e Memória; De Limiar a Limiar; Prisão da Palavra; A Rosa-de-Ninguém; Mudança de Ar; Sóis em Fios; Pressão da Luz; Neve Partida. (Alemanha).
  • Peretz Markish: Shveln; Stam; Pist und Pas; Wohlin; Die Kupe; Radio; Brider; Poeme wegn Stalinen; Yerushe. (União Soviética).
  • Itzik Feffer: Shpener; Vegn Zikh um Azoyne vi Ikh; Proste Reyd; Bliendike; Gevetn; Kraft; Roytarmeyish; Afsnay. (União Soviética).
  • Rachel Bluwstein: Mood; Aftergrowth; Across From; Nevo; Poems; Poems and Letters of Rachel; Poems, Letters, Writings; Rachel’s Poems. (Rússia).
  • Naftali Herz Imber: Barkai: Tikvateinu – futuro Hino de Israel com o título de Hatikva. (Ucrânia – Império Austríaco).
  • Imanuel o Romano: Cadernos de Imanuel. (Roma).
  • Solomon Ibn Gabirol: Diwan; Anaq; Sefer tiqqum middot ha-nefes; Sefer Meqor Hayyim; Keter Malkut. (Espanha).
  • Rami Saari: Olha, Encontrei a Minha Casa; Homens na Encruzilhada; O Itinerário da Dor Valente; O Livro da Vida; Tanta, Tanta Guerra; O Quinto Shogun; Os Anéis dos Anos.

Fontes:
http://edrissepinho.blogspot.com.br/2012/03/caracteristicas-da-poesia-hebraica.html
http://pt.wikipedia.org/
http://escamandro.wordpress.com/tag/poesia-israelense/
http://crentassos.com.br/blog/2012/07/scholequee-introducao-a-literatura-poetica-e-sapiencial-hebraica-015.html
http://revistasinuosa.wordpress.com/2012/12/05/a-poesia-judaica-de-paul-celan/
http://www.culturapara.art.br/opoema/paulcelan/paulcelan.htm
http://www.arquivojudaicope.org.br/2012/images/stories/artigos-publicados/a_noite_dos_poetas_assassinados.pdf

Arquivado em: Literatura