Sítio do Pica-Pau Amarelo

Por Fernando Rebouças
Emília, Pedrinho, Narizinho, Dona Benta, Tia Nastácia, Visconde, Cuca, entre outros, são personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo, obra infanto-juvenil brasileira que é referência literária de nosso país, criada pelo gênio escritor Monteiro Lobato. É uma obra original, o primeiro livro da série foi publicado em dezembro de 1920.

A primeira adaptação da obra para a televisão, foi realizada pela TV Tupi em 3 de junho de 1952 e durou até 1962, em programa ao vivo, o episódio de estréia foi “A Pílula Falante”. Em 1964, a TV Cultura começou a produzir a série, mas durou apenas seis meses sem repetir o grande sucesso que obteve na TV Tupi.

Em 1967, a iniciativa foi da TV Bandeirantes com o patrocínio da Pullman, nesta época já se utilizava o vídeo-tape, a série durou até 1969. Depois de oito anos, m 1977, a TV Globo em parceria com a TVE-Rio relançou a série como novos atores, cenografia e um profissionalismo que permitiu que a série fosse exportada para outros países, por interpretarem que Tia Nastácia era uma escrava, a série foi censurada em Angola.

A série durou até 1986, retornando em 2001, produzida somente pela TV Globo que mesclou as histórias originais de Monteiro Lobato com novos argumentos. Em 2005, a TV Globo passou a produzir o Sítio num formato narrativo de novela infantil.

A obra Literária de Monteiro Lobato já foi exportada para vários países como Argentina, Itália, Rússia e Itália.