A Capital

O livro “A Capital”, de Eça de Queirós, é um clássico da literatura portuguesa, que foi publicado pelo seu filho após a morte do autor. Algo que identifica e ressalta o livro é a personagem Artur Corvelo, um jovem sonhador, romântico e que fora criado na província por duas tias. Artur tem um desejo de ser conhecido pelos intelectuais e pela sociedade de Lisboa, realidade com a qual sonha enquanto vive no meio rural.

a capitalO livro é nada menos que a narração irônica das aventuras de Artur em busca de se encaixar na sociedade lisboeta. Enquanto narra as decepções de Artur, o livro critica a sociedade de Lisboa e a educação romântica, sempre ressaltando vícios que o autor reconhecia naquela sociedade.

Sonhando com fama, bajulação, reconhecimento e ascensão social, Artur resolve escrever um livro, estuda em Coimbra e em seguida, recebendo uma herança de um padrinho, muda-se para Lisboa em busca de realizar tais sonhos e ambições, e de sair da vida provinciana que em nada lhe satisfazia.

Durante esta estadia em Lisboa, Artur vai conhecendo vários personagens, os quais reconhecem a ingenuidade de Artur e chegam a se aproveitar dela. Uma exceção é a personagem Jácome Nazareno, um membro do movimento republicano que mantém uma relação séria com Artur, sem segundas intenções de se aproveitar dele, porém este não é de acordo com as intenções de Artur de ter uma ascensão social. O livro retrata tais desventuras de Artur Corvelo, ora lamentando por elas, ora se rindo delas.

Como é típico em Eça de Queirós, a sociedade é retratada de modo cruel, dando vasão à ironia. O estilo narrativo é fluente, claro e direto, conservando a forma clássica e de fácil leitura. A descrição da sociedade parece não deixar de ser atual, uma vez que os tipos sociais descritos por Eça são facilmente encontrados na sociedade contemporânea. Embora a história relate a ambição de Artur Corvelo, ao longo da mesma ele vai amadurecendo emocionalmente e acaba por se resignar à realidade. Por fim, de todos os personagens mostrados, Artur Corvelo acaba sendo o mais digno, isso por ter em sua índole certa bondade que acaba conquistando o leitor.

O tempo da narrativa é ditado pelas épocas da vida de Artur Corvelo, iniciando-se na infância, passando pela adolescência, e finalizando na vida adulta.

A obra pode ser baixada na íntegra no link a seguir, já que está em Domínio Público: http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=43205

Fontes:
http://www.letras.puc-rio.br/unidades&nucleos/catedra/revista/1Sem_07.html
http://osdiaseoslivros.blogspot.com.br/2011/09/capital-eca-de-queiros.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/E%C3%A7a_de_Queir%C3%B3s
http://pt.wikipedia.org/wiki/A_Capital_(romance)

Arquivado em: Livros