A Casa das Orquídeas

Por Ana Lucia Santana
Em sua infância a famosa pianista Júlia Forrester adorava se hospedar na fazenda da família Wharton. O avô Bill aí vivia ao lado da esposa, Elsie, e era o jardineiro responsável pelo cultivo de flores exuberantes, especialmente orquídeas. Não se admira que a estufa fosse o recanto predileto da menina; ela passava horas neste cantinho, onde seu antepassado lhe contava histórias.

Agora, após vivenciar um trágico evento em sua família, a jovem retorna a Londres, a terra na qual nasceu e passou os momentos mais importantes de sua meninice. Mergulhada em profunda tristeza, Júlia deseja permanecer reclusa, mas Alícia, sua irmã, insiste em levá-la a um leilão que está ocorrendo justamente em Wharton Park, atualmente administrada pelo fascinante Kit Crawford.

Ambos voltam a se encontrar após muito tempo; além das lembranças da infância, os dois se dão conta de que compartilham um passado repleto de tristezas. Ao procurar um pouco de consolo e alívio na propriedade dos Wharton, onde sempre encontrou momentos de felicidade, a protagonista se depara, em meio a algumas modificações nos cômodos da residência, com um diário ancestral.

Júlia e Kit, após uma breve leitura do antigo documento, vão à procura da avó da jovem para desvendarem os bastidores da história de amor que abalou as bases de Wharton Park. Este romance foi ambientado na época dos conflitos bélicos que caracterizaram a Segunda Guerra Mundial, o momento histórico em que o diário foi escrito.

É desta forma que a protagonista é transportada para o universo de Olívia e Harry Crawford, dois jovens distanciados um do outro pela Guerra, por um matrimônio decidido pelos pais, pela ausência de amor, por dores e ressentimentos provocados pelos acontecimentos. A precária união dos jovens iria marcar definitivamente o bem-estar de inúmeras linhagens desta família, até mesmo da de Júlia.

Com sua avó, Elsie, ela encontra as chaves para compreender o passado, inclusive de seu avô, um ex-cativo durante a Segunda Guerra. A sensível narrativa começa em 1939, e se perpetua até os dias atuais.

Lucinda Riley nasceu em território irlandês e passou sua infância conhecendo outros países, especialmente o Extremo Oriente, em visitas ao pai. Ao se radicar em Londres ela se transformou em intérprete teatral, televisiva e cinematográfica. Ao completar 24 anos a jovem assumiu a trajetória literária, inspirada por sua vivência no teatro.

Logo depois a autora criou sete obras assinadas por seu pseudônimo, Lucinda Edmonds; elas foram publicadas em 14 países. Hoje a escritora reside entre os Estados Unidos e a França, ao lado do esposo e de seus quatro filhos.

Fontes:
http://juoliveira.com/cantinho/a-casa-das-orquideas/
http://www.editoranovoconceito.com.br/autores/detalhe/346,Lucinda-Riley
http://www.editoranovoconceito.com.br/livros/detalhe/9788563219961,Casa-das-Orqu%C3%ADdeas,-A-_-Toda-casa-tem-seus-segredos-e-todo-amor,-seu-pre%C3%A7o.