A Cidade Sitiada

Retratando mais uma vez a solidão e a angústia, A Cidade Sitiada de Clarice Lispector, traz a história de Lucrecia Neves, uma jovem que mora no subúrbio de São Geraldo e que vive à procura de uma marido que a tire do tédio e da solidão, de um lugar que tem um silêncio sepulcral.

O desejo de ser rica e de sair dos limites da cidade a fazem apostar no casamento com Mateus, que a leva para morar na cidade grande. No entanto, a nostalgia do subúrbio a invade de tal forma que ela retorna a São Geraldo, agora tão diferente daquela em que vivera.

Após a morte do marido, ela fica esperando outro evento que possa mudar sua vida, talvez algum outro homem, que possa lhe tirar da solidão. A carta da mãe chamando-a para mudar-se para a fazenda dá-lhe uma nova chance de jogar-se numa aventura amorosa e na busca de si mesma.

Lucrécia é docemente desprovida de raciocínio e/ou de consciência, é alma gêmea de Macabéa, de A hora da estrela. Lucrécia é apenas o que ela vê: os cavalos a esmo na suburbana cidade natal de São Geraldo, o morro do Pasto, o armazém, o sol sem vento da tarde.

Dividido em 12 capítulos, a simplicidade é uma marca do romance, já que o texto não traz fluxo de consciência, traz trechos curtos e é narrado em 3ª pessoa. A voz da protagonista se cala e dá espaço ao olhar, que é forma como ela se comunica. A ação de Lucrécia é sitiada por algo misterioso que a faz seguir a vida “apenas vendo”. E sua história é uma colagem de contos que a autora transforma em capítulos em cronológica sequência.

Para Lucrécia Neves seu mundo interior era repelido por ela, que chegava a afirmar que sua vida íntima não tinha qualquer valor. Lucrécia se contentava em não ver além da superfície das coisas – e talvez somente por isso tenha um final tão feliz; Assim, Clarice nos mostra que, mais importante do que o pensamento, é a ação: a escritora volta-se para o mundo em A Cidade Sitiada – e esta é a mensagem: a meditação deve levar à ação.

Fonte:
http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/livros/resumos_comentarios/a/a_cidade_sitiada

Arquivado em: Livros