A Noiva do Tigre

Por Ana Lucia Santana
A protagonista e narradora de "A Noiva do Tigre", Natália, é uma médica originária da ex-Iugoslávia que, ao se envolver em uma missão pacífica na região dos Bálcãs, paisagem cultuada pelo avô e sempre presente nas narrativas que ele lhe contava, é avisada de sua morte.

A jovem é obrigada a voltar à vila na qual ele morava, para aí resgatar seus bens. Esta viagem acaba se transformando em uma jornada de descobertas fantásticas e de encontros com o inesperado. Ela mergulha nas memórias das antigas histórias e do sentimento profundo que os unia.

Não somente o universo dos mitos e fantasias pretensamente criado pelo avô, mas também sua própria morte está envolta em mistérios. Aos poucos, guiada pelos vestígios que povoam seu caminho, a protagonista vai percebendo que este mundo não é tão irreal quanto ela pensava, e desvendar este enigma pode levá-la a compreender sua súbita partida.

Em sua obra de estreia a autora conduz sua protagonista por paisagens mágicas e na descoberta de um lugarejo onde mitos, mistérios e crendices são presenças constantes. Entre outras surpresas, ela se dá conta de que é necessário desvendar estes segredos para socorrer as crianças do vilarejo no qual desempenha sua tarefa de paz; além disso, ela se depara com a certeza de que o avô deixou de lhe contar as principais histórias.

A mais importante delas se refere a um povoado salvo dos implacáveis nazistas, ao longo da Segunda Guerra, por um inverno severo; nesta ocasião o lugar foi cercado pela neve, mas foi, ao mesmo tempo, assediado por um terrível tigre que modificou definitivamente a existência de todos os seus moradores.

Em sua narrativa, publicada aqui pela editora Leya, Téa se revela uma das mais criativas autoras da literatura contemporânea. E esta é apenas sua estreia no campo literário. Seu livro é povoado por histórias fantásticas repletas de alusões ao amor, à morte e ao universo mítico.

Téa Obreht nasceu em 1985 na Iugoslávia. Ao completar doze anos de idade ela foi para os Estados Unidos. Aos 25 anos ela já escreveu para vários veículos jornalísticos, como The New Yorker, The Atlantic, Harper’s e The Guardian, e publicou suas narrativas ficcionais nas coletâneas The Best American Short Stories e The Best American Nonrequired Reading. Ela conquistou também o Orange Prize de melhor romance de 2011, tornando-se a escritora mais jovem a receber esta premiação. Hoje ela reside em Nova Iorque.

Fontes:
http://colunistas.ig.com.br/livros/tag/a-noiva-do-tigre/
http://www.redelajeado.com.br/2011/08/31/a-noiva-do-tigre-vencedor-do-orange-prize-2011-mistura-amor-perda-e-mitos-em-uma-trama-inovadora/