Abarat

Este é o primeiro volume da saga de fantasia infanto-juvenil The Books of Abarat, de autoria do escritor norte-americano Clive Barker, que também ilustra a obra. Aqui a garota Candy Quackenbush abandona a aborrecida Galinhópolis, seu lar, para encontrar um universo encantador e onde nada pode ser previsto.


O cenário onde se desenrola a trama tem o mesmo nome que dá título ao livro, o Arquipélago de Abarat, envolto pelo Mar de Izabella. Aí residem os seres mais inusitados, e cada ilha representa uma hora da jornada diária. Ao desembarcar neste mundo enigmático, a protagonista não tem ideia dos riscos que enfrentará.

Seu principal adversário será o sombrio Cristóvão Carniça, conhecido também como o Lorde da Meia-Noite. Ele apresenta uma estranha fixação por ela e o tempo todo se esforça para prendê-la através de vários ardis da magia e da técnica. Candy só pode contar com raros companheiros para escapar do inimigo e de sua horda.

Entre eles, João Treloso, um amigável gatuno que traz no corpo oito cabeças muito falantes; um principiante na arte da feitiçaria perito na capacidade de caminhar pelas paredes; e lulas que desempenham o papel de telescópios. A menina mergulha em uma jornada incessante e sem direção por Abarat, conduzida nas presas de uma mariposa gigantesca, sobre um Saltador-do-Mar; ou em um voo no interior de uma máquina constituída por palavras.

Além disso, ainda tem que fazer de tudo para fugir de outras criaturas que a caçam pelo mundo fantástico, tais como Rojo Pixler, o empreendedor milionário que recolhe e acumula animais excêntricos. As Irmãs de Fantomaya, três bruxas que aparentam ter um conhecimento antigo de Candy, fazem confidências a ela e lhe oferecem orientações misteriosas.

Candy não compreende plenamente estas revelações, mas entende que está vinculada a Abarat por elos ancestrais e, portanto, não é uma simples aluna que habita o Mais-Além, como os moradores de Abarat chamam o mundo convencional. E mais, a protagonista se dá conta de que tem uma tarefa significativa a desempenhar nesta dimensão e que o amanhã desta região pode estar depositado em suas mãos.

Assim, ela viaja por todos os cantos do universo mágico, mergulhada em inúmeras façanhas, em uma caminhada tempestuosa que desvela inusitados mistérios sobre a existência e sobre a própria Candy.

Clive Barker nasceu na cidade de Liverpool, na Inglaterra, em 1952. Ele escreveu os quatro volumes da saga Livros de Abarat. Ele também pinta, produz e é cineasta. Nove obras suas já foram lançadas no Brasil. Ele reside na Califórnia.

Fontes:
http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=11438
http://www.companhiadasletras.com.br/autor.php?codigo=01853

Arquivado em: Livros