O Menino e o Bruxo

Por Ana Lucia Santana
Moacyr Scliar sempre venerou o escritor Machado de Assis, uma das principais referências literárias brasileiras em todo o Planeta. Além da obra machadiana, porém, o que mais o fascinou foi sua biografia, especialmente a meninice, quando era simplesmente Joaquim Maria, um moleque miserável, gago e ainda por cima mulato.

Nas terras cariocas do século XIX isso não era pouca coisa. Daí o menino realmente acreditar que seu sonho era apenas uma viagem pelo universo fantástico. Afinal, como imaginar que um dia poderia ser um célebre autor da literatura nacional, cercado de pessoas famosas, das quais transbordariam reverência e respeito?

Mas o garoto é logo obrigado a se lembrar de que seu dia-a-dia é o oposto de seus devaneios. Em breve ele sairá novamente às ruas para tentar negociar os doces preparados por sua madrasta. O problema é que o menino não é bem-sucedido nessas investidas comerciais.

Então Joaquim Maria encontra um ser misterioso, o qual será essencial para a maior transformação de sua vida, o ingresso na trajetória literária. Este evento lhe permitirá realmente ingressar no círculo das celebridades; mais que isso, garantirá sua imortalidade.

Moacyr revela aqui como o menino desventurado se converte no gigante da literatura brasileira. A trama, portanto, é inspirada em eventos verídicos. Como se sabe muito pouco sobre a infância de Machado, o autor narra esta fase de sua existência do seu próprio ponto de vista.

A narrativa é tecida como um livro de memórias. Através dela o leitor tem a oportunidade de seguir os caminhos trilhados por Joaquim Maria até sua futura metamorfose, quando se torna ícone para escritores de todos os tempos. A obra, bem concisa, integra a Coleção Moacyr Scliar, publicada pela Editora Ática. Ela é dirigida especialmente à camada infanto-juvenil.

Moacyr nos recorda que no século XIX a população era majoritariamente analfabeta. Atualmente, com tantos recursos disponíveis, é bem mais provável que um garoto proveniente de uma família carente se transforme em um autor famoso, como ocorreu com Machado de Assis. O Bruxo do Cosme Velho, como é conhecido, deparou-se com maiores desafios e dificuldades, pois hoje um jovem com dom literário tem mais acesso à publicação de um livro.

Moacyr Jaime Scliar nasceu no dia 23 de março de 1937 na cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. O autor brasileiro se graduou em Medicina, atuou como perito em saúde pública e lecionou na Universidade. Seu currículo literário inclui contos, romances, ensaios e livros infanto-juvenis. O escritor também publicou várias crônicas nos veículos mais importantes da mídia. Ele morreu em sua terra natal, no dia 27 de fevereiro de 2011.

Fontes:
http://www.skoob.com.br/livro/12060-o-menino-e-o-bruxo#csinopse
http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=7163&sid=593
http://navarcomoacyrscliar.blogspot.com.br/2011/04/moacyr-scliar-o-menino-e-o-bruxo.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Moacyr_Scliar