O Menino Maluquinho

Por Ana Lucia Santana
O Menino Maluquinho, fruto da imaginação do célebre e genial Ziraldo, desenhista e cartunista de origem mineira, das terras de Caratinga, já se tornou um clássico da literatura infanto-juvenil. Lançado em 1980, consagrou a trajetória literária de seu criador. Seu protagonista é um garoto levado, travesso, arteiro, que traz em si uma felicidade contagiante.

menino maluquinhoEle inventa histórias, compõe pequenos versos, algumas melodias, cria sempre novas brincadeiras e traquinagens. Em sua casa ele é a própria encarnação da alegria e da agitação; entre os amigos, um líder nato, metido a saber tudo, e um companheiro para todos os momentos. Na escola, surpreendentemente, é um dos melhores alunos, pois tira dez em todas as disciplinas.

A família é o principal suporte do menino, pois lhe permite dar asas à imaginação e desfrutar o máximo possível de seu status de criança, desde que ele viva estes momentos de forma saudável, mergulhando na fantasia sem culpas ou restrições. Claro que, de vez em quando, ele prega alguns sustos em seus familiares com suas artes mais inspiradas, mas tudo isso faz parte da trajetória de quem tem uma criança em casa.

Este personagem vive sua meninice no fim da década de 60, ao lado dos companheiros de traquinagem – o fofinho Bocão, Junin, Lúcio, Herman, Julieta, Carol e Nina. Juntos eles desfrutam de prazeres que não voltam mais, de deliciosas brincadeiras que mais tarde permanecerão para sempre na memória de cada um. Entre uma arte e outra, o garoto trava longas conversas com Irene, sua empregada e melhor amiga.

Por seu jeito de ser, é considerado ‘maluquinho’, mas na verdade é alguém que conquistou o dom de ser feliz. Ziraldo criou, com este personagem, vários cartuns, ou seja, narrativas bem-humoradas tecidas com palavras e desenhos, tiras de histórias em quadrinhos e diversas atividades infantis protagonizadas pelo garoto que é a mais pura tradução da infância.

Esta obra foi um sucesso de público e de crítica, bem como de vendas, alcançando o invejável pico de mais de dois milhões e meio de exemplares vendidos. Sua trama inspirou a realização de vários filmes. A versão de 1994, protagonizada por Samuel Costa, foi dirigida por Helvécio Ratton.

A sequência, de 1997, com o mesmo intérprete, teve a direção Fernando Meirelles e Fabrízia Pinto, e o Menino Maluquinho 3 -  O que você está fazendo no meu sonho??, encontra-se em estágio de pré-produção, e dá espaço para outros meninos malucos.

Além das versões cinematográficas, O Menino Maluquinho foi também levado aos palcos em várias montagens teatrais, protagonizou histórias em quadrinhos e até uma série criada para a TV, com o mesmo título, em 2006.

Ela foi produzida pela TVE Brasil e atualmente é veiculada na TV Brasil, na Rede Cultura e no canal Disney Channel. Cao Hamburger e Anna Muylaert são responsáveis pelo roteiro adaptado da obra de Ziraldo, e Cesar Rodrigues é o diretor.  O Menino Maluquinho também tem desdobramentos na Internet, na forma de sites e demais atividades relacionadas à educação infantil e ao estímulo à leitura.

Fontes:
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/resenha/resenha.asp?isbn=8506000130&sid=01762275711122570329444981
http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Menino_Maluquinho
http://www.interfilmes.com/filme_18475_Menino.Maluquinho.O.Filme-(Menino.Maluquinho.O.Filme).html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cartoon