O Profeta

Por Ana Lucia Santana
Esta rara e preciosa obra do escritor libanês Khalil Gibran tem início com a aproximação da embarcação que levará Al Mustafá de volta a sua cidade de origem. Quando ele o vê, imediatamente seu coração se inebria de alegria e de melancolia por abandonar as terras de Orphalese.

Quando o protagonista ingressa nesta localidade, seus habitantes gritam por ele e os mais velhos imploram pela sua permanência ainda algum tempo entre eles, pois desejam aprender tudo que lhes possa transmitir. Na praça do mercado, Mustafá afirma que somente pode discorrer sobre o que se passa dentro da alma humana.

É então que o profeta começa a revelar a grandeza do saber oriental, fruto de um território repleto de profecias e religiosidade. Este conhecimento elevado sobre temas como filhos, doação, fé religiosa, deleite, amor, vida profissional, matrimônio, liberdade, morte e outros, pode ser exercitado em sua profundeza no cotidiano humano.

Neste livro, cada conceito se traduz em um universo imagético, o qual se converte em histórias a serem decifradas. Este estilo cria um ar de magia e arrebatamento que seduz o leitor com sua linguagem melódica. O autor nos conclama a nos convertermos em seres autênticos, para conquistarmos o merecimento de ser intitulados filhos do Criador.

Ao ler esta obra o leitor sente, a todo o momento, que o autor aí está presente na sua essência espiritual, propondo ao Homem que se reconcilie com o que há de melhor em seu interior.

Gibran Khalil Gibran nasceu em Bicharre, no dia 6 de janeiro de 1883. Ele abarcou um amplo leque do conhecimento humano – escreveu ensaios, foi filósofo, pintor, contador de histórias, poeta, realizou inúmeras conferências e seus textos estão impregnados de uma graça e um espiritualismo singelo e denso. Estas características de sua obra contribuiram para que ele se tornasse um dos pensadores mais apaixonantes de todo o Planeta.

Sua trajetória breve, mas produtiva, abrange uma produção literária assinalada por uma profunda religiosidade oriental, a qual é responsável pelo seu sucesso em todas as partes do mundo. Os livros do autor foram definitivamente marcados por suas leituras das Sagradas Escrituras e dos textos de Nietzsche e William Blake.

Neles Khalil discorre sobre a afetividade, a natureza, a lealdade, entre outras temáticas recorrentes. A obra O Profeta foi criada na língua inglesa e depois vertida para inúmeros outros idiomas.  O escritor morreu no dia 10 de abril de 1931 na cidade de Nova Iorque.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Khalil_Gibran
http://www.netsaber.com.br/resumos/ver_resumo_c_2856.html