Querido John

Por Ana Lucia Santana
Esta é mais uma obra-prima de Nicholas Sparks, igualmente vertida para as telas cinematográficas, sob a direção de Lasse Hallstrom. De seus quinze livros, seis foram adaptados para a linguagem do cinema. O romance mais recente a seguir este caminho é A Última Música, que tem estreia marcada para junho.

Em Querido John o jovem indomado John Tyree ingressa nas Forças Armadas, depois de uma longa e difícil convivência com o taciturno pai. Aliviado por sair de casa, ele vê o mundo se desdobrar diante de si, com milhares de novas perspectivas, antes ausentes de sua existência.

Ao aproveitar sua primeira licença em visita ao pai, em Wilmington, ele conhece Savannah Lynn Curtis, depois de um incidente com sua bolsa, a qual ele resgata e, depois de posar como herói, é convidado pela garota a se juntar ao seu grupo de amigos, em um churrasco. Um vínculo instantâneo se estabelece entre ambos e eles não conseguem mais ficar distantes um do outro.

Mas o tempo passa e, apesar de acreditar ter encontrado a mulher de sua vida, John é obrigado a retornar para o Exército, após duas semanas de intenso relacionamento afetivo. Savannah promete esperar sua volta, depois do término das obrigações com as Forças Armadas.

O que os dois amantes não podem imaginar é que um único dia e os terríveis eventos que ele testemunha, o fatídico 11 de setembro, quando os Estados Unidos sofrem um inesquecível atentado terrorista, mudará tudo também em suas vidas. Entre o que sente pela mulher amada e as dívidas que assume, a partir de então, com seu país, John é obrigado a fazer uma escolha que pode abalar definitivamente seu relacionamento com Savannah.

O jovem se alista por mais dois anos e o intercâmbio de cartas entre ele e a amada vai adquirindo uma tonalidade menos apaixonada, e as mensagens vão se espaçando, o que pode levar ambos a crer que a conexão entre eles não é intensa o suficiente para transcender o tempo e o espaço e mantê-los unidos.

Ao contrário das histórias de amor tradicionais, John e Savannah não são exatamente almas gêmeas, o que não os impede de constituir uma dupla admirável. Com o tempo, porém, as distinções entre eles ganham força, impulsionadas pela distância. O enredo atinge o ápice quando ele, o jovem rebelde e às vezes rude, recebe uma carta definitiva da garota espontânea e cheia de sonhos. Esta última mensagem pode mudar tudo entre eles. Não é difícil para o leitor, nesse entremeio, se identificar com alguns dos personagens.

Nicholas Sparks reside hoje na Carolina do Norte com a esposa e cinco filhos, depois de atravessar sua juventude em Fair Oaks, na Califórnia. Seu primeiro livro, O Diário de Uma Paixão, também transformado em filme, transformou-se logo em sucesso de público. Seu padrão de romance ideal é o clássico Casablanca, de Michael Curtiz. Querido John, no cinema, é protagonizado por Channing Tatum e Amanda Seyfried.

Fontes:
http://queromoraremumalivraria.blogspot.com/2010/04/querido-john-nicholas-sparks.html
http://www.ummundodesonhos.com.br/2010/05/querido-john-nicholas-sparks.html
http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,querido-john-filme-romantico-a-moda-antiga,546933,0.htm