Lobo

Graduação em Ciências Biológicas (Unicamp, 2012)
Mestrado Profissional em Conservação da Fauna Silvestre (UFSCar e Fundação Parque Zoológico de São Paulo, 2015).

Os lobos são mamíferos carnívoros, pertencentes à família canidae, a mesma de cães, raposas, etc. É parente bem próximo do cão doméstico (Canis lupus familiaris) e acredita-se que este tenha se originado através da domesticação de lobos cinzentos. Pertencentes ao gênero Canis, há três espécies vivas: Lobo cinzento (Canis lupus) , Lobo vermelho (Canis rufus) e lobo etíope (Canis simensis), as outras são classificadas como subespécies. É um originário da Era do Gelo, mas atualmente, devido à pressão de caça, fragmentação de habitat e mudanças ambientais, encontra-se em poucas áreas do EUA, Canadá, Alasca, Europa e Ásia.

Características

Nas regiões mais frias (Norte) são maiores e nas regiões mais quentes (Sul) vão diminuindo. Machos pesam em média 50 kg e fêmeas 45 kg, apesar de haver registros de um lobo com mais de 70 kg na América do Norte. Um lobo-cinzento mede de 1,3 a 2,0 metros. As garras estão sempre expostas, diferente dos felinos, e podem alcançar 70 km/h quando caçam. Possuem glândulas odoríferas entre seus dedos, deixando sua marca para outros lobos, por onde passam.

Lobo cinzento. Foto: Gary Kramer (USFWS) / via Wikimedia Commons

Seu pelo cumpre uma ótima função de isolamento térmico, por isso nas regiões mais frias a pelagem é mais densa. Seu focinho é caracteristicamente mais comprido e mais largo e possui maior capacidade cerebral do que os outros canídeos. Têm uma glândula supra caudal. Sua dentição é especializada para quebrar ossos, têm uma audição aguçada e a visão noturna com capacidade acima dos outros canídeos. Vivem em grupos que variam de 2 a 36 indivíduos, conforme a disponibilidade de alimento e tamanho do território. Um casal alfa lidera a alcateia e existe toda uma hierarquia, onde os mais altos dela comem primeiro. Se o macho alfa morre, um beta assume.

Reprodução

Há um casal dominante e apenas ele se reproduz. São monogâmicos. A reprodução ocorre entre os meses de Janeiro e Abril, mas as populações do Norte podem começar mais tarde. As fêmeas entram no cio uma vez por ano e isso dura de 5 a 14 dias. Dão à luz em tipos de tocas, a gestação dura de 60 a 63 dias, com uma média de sete filhotes, podendo chegar a quatorze. Os filhotes ficam ali escondidos até 8 ou 10 semanas e durante as 2 primeiras são só amamentados, depois disso são cuidados por todos os membros da família e alimentados com regurgito de carne até os 45 dias. Posteriormente os membros trarão pedaços da caça, os filhotes começarão a observar a caçada para aprender, mas só participarão por volta dos 8 meses de idade.

As fêmeas alcançam maturidade sexual aos 2 anos, enquanto machos aos 3 anos. Depois disso, precisam procurar um novo companheiro e território. Os lobos podem viver 10 anos na natureza e o dobro em cativeiro.

Principais ameaças

Caça, atropelamento, competição com outros predadores e fragmentação de habitat.

Conservação

Existem muitas lendas que transformam o lobo em um animal do "mal", por isso foi muito perseguido e quase levado à extinção em muitos lugares. Mas na verdade, toda espécie tem um papel ecológico e sua falta causa um desequilíbrio na cadeia alimentar do ecossistema. Nos EUA sumiu do Parque de Yellowstone por 70 anos, causando um desequilíbrio na fauna e flora. Na década de 90 foi reintroduzido no Parque e em poucos anos houve uma mudança total de controle de cervídeos, aumento da vegetação e reaparecimento de fauna. Hoje a população tem se mantido estável na maior parte de onde há ocorrência do lobo cinzento no mundo.

Referências bibliográficas:
http://animaldiversity.org/accounts/Canis_lupus/
http://fastfoodcultural.com.br/lobos-de-yellowstone/
http://kids.nationalgeographic.com/animals/gray-wolf/#gray-wolf-closeup.jpg
http://www.nationalgeographic.com/animals/mammals/g/gray-wolf/

Arquivado em: Mamíferos