Marketing Invisível

Por Fernando Rebouças
No mundo do marketing, o “marketing invisível”  é considerado uma  ferramenta de divulgação de um novo produto e de detecção da reação do público perante determinada  novidade.   A atenção é alcançada sem apelos formais ou pela assinatura  direta de uma marca, pois o objetivo principal é chamar a atenção de consumidores sem transparecer  apelo ou informação comercial.

É uma ação de comunicação que foge do estilo de propaganda formal, na maioria dos casos, é exercida por meio de celebridades ou em locais de grande fluxo de pessoas. Por exemplo, muitas marcas contratam um ator para falar bem de determinado produto num grupo de pessoas e seu testemunho sobre o produto é tão real e pessoal, que as pessoas não desconfiam serem alvos de uma ação de divulgação de produto.

São atores que se fazem de consumidores comuns, que transmitem a informação comercial como se fosse um testemunho próprio sobre tal produto, espalhando a opinião entre amigos, grupos ocasionais em eventos e nas redes sociais da internet, como “Orkut”, “Twitter”, “Facebook”, entre outras mídias.

Além de  contratar um ator anônimo, muitas marcas contratam atores famosos, por exemplo, quando a atriz da novela das oito é fotografada por uma revista usando a sandália “X”, isso pode ser consequência de uma ação de marketing invisível. De maneira geral, o marketing invisível consiste em usar atores amadores ou famosos para comentarem ou usarem determinados produtos em locais públicos como se fossem consumidores comuns.

Essas ações são muito utilizadas nas fases de pré-lançamentos e nas campanhas de lançamento e são consideradas de baixo custo. Por outro lado, o consumidor que observa a reportagem da atriz famosa e está em contato com o ator que comenta a sua opinião em grupos reais e virtuais, não cria barreiras para se opor ou questionar o produto.

O marketing invisível requer planejamento, pois caso o produto não seja bem visto ou a mensagem não seja bem transmitida, os consumidores não despertarão real curiosidade e ainda, caso descubram, terão opiniões contrárias à marca e ao produto. Nenhum consumidor gosta de se sentir manipulado para gostar de um produto, a ação deve ser desdobrada da maneira mais natural possível, para não gerar um buzz negativo. (Em marketing, o termo buzz refere-se à disseminação de uma ideia por meio do boca a boca ou pelas correntes de mensagens pela web).

Além de praticada no meio físico e de aparecer gratuitamente na mídia tradicional, a internet tem sido um espaço muito favorável para a prática do marketing invisível, por permitir uma disseminação de informações,  comentários de maneira instantânea e rápida; e de monitoramento da reação das pessoas nas redes sociais.

Fontes:
http://www.omelhordomarketing.com.br/index.php/2009/12/22/marketing-invisivel-na-web/
http://www.blogdeguerrilha.com.br/wiki/index.php5?title=Marketing_Invis%C3%ADvel
http://www.espalhe.inf.br/htdocs/html/recursos/blogger/2004/05/marketing-invisvel-por-daniel-sollero.html