Diálise

A diálise consiste em um processo físico-químico, no qual as duas soluções, de concentrações distintas, são separadas por uma membrana semipermeável e, por fim, ambas as soluções se encontram com concentrações iguais após a passagem de solutos de uma substância para a outra.

Esta membrana é feita de celulose regenerada ou éster de celulose, sendo a força motriz a diferença de concentração entre as duas soluções que se encontram em lados contrários da membrana. Esta técnica pode ser utilizada com eficiência em um processo de separação baseada na seleção de tamanho, se a membrana porosa permitir a passagem seletiva de solutos menor, acumulando do lado contrário somente solutos de maior porte.

A troca de solutos pode ocorrer de três formas distintas:

  • Difusão: a troca de solutos ocorre naturalmente de acordo com o gradiente de concentração, indo do lado mais concentrado para o menos concentrado.
  • Ultrafiltração: é o transporte de líquido através de um gradiente de pressão hidrostática ou pressão osmótica.
  • Convecção: é a perda de solutos durante a ultrafiltração, uma vez que durante esta última há o arraste de solutos na mesma direção do fluxo de líquidos através da membrana.

Na medicina, a diálise é de grande importância, uma vez que é amplamente utilizada em diferentes condições patológicas, podendo ser de dois tipos: diálise peritoneal e hemodiálise.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Di%C3%A1lise
http://www.uniscience.com/dialise
http://www.manualmerck.net/?id=149&cn=1182

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Medicina