Fisiatria

A fisiatria, também chamada de medicina física e reabilitação, refere-se à parte da medicina responsável pelo tratamento de uma gama de desordens que resultam em algum grau de incapacidade, abrangendo de casos leves, como uma lombalgia, a casos mais graves, como sequelas de um acidente vascular cerebral (AVC).

O principal objetivo desta especialidade é restabelecer as funções que foram prejudicadas em decorrência da presença de determinada doença, por meio de diferentes recursos e, na maior parte das vezes, trabalhando em associação com outras especialidades médicas.

Foi na década de 1930 que a fisiatria surgiu, tratando, a princípio, distúrbios do sistema músculo-esqueléticos e neurológicos. Contudo, foi somente após a Segunda Guerra Mundial que esta especialidade ganhou destaque devido ao grande contingente de combatentes que retornaram com complicações e lesões físicas graves. No Brasil, a fisiatria foi reconhecida como especialidade médica somente a partir de 1954.

O médico fisiatra pode trabalhar atendendo diretamente um paciente, atendendo juntamente com uma equipe multidisciplinar ou trabalhando como consultor para outras equipes.

Quando o médico atua diretamente, o atendimento envolve coletar o histórico clínico do paciente e solicitação de exames, quando necessários. Por conseguinte, o médico deve estabelecer o tratamento, que inclui uso de fármacos e procedimentos (como, por exemplo, infiltração), acupuntura, fisioterapia, terapia ocupacional, psicoterapia e terapia nutricional, obedecendo a necessidade de cada caso.

Os quadros mais complicados costumam ser atendidos por uma equipe multidisciplinar, sendo o paciente abordado já de início por toda a equipe, podendo abranger fisioterapeutas, terapeuta ocupacional, enfermeiro, psicólogo, fonoaudiólogo, assistente social, dentre outros. Nesse caso, o fisiatra atua como um comandante da equipe, coordenando o tratamento do paciente.

A fisiatria também pode ser útil quando trabalhando juntamente com outras especialidades médicas, como neurologistas, ortopedistas, reumatologistas e cardiologistas, bem como outras especialidades que atendam pacientes incapacitados. O fisiatra também pode trabalhar com educadores físicos, visando avaliar o risco de desordens cardíacas ou de lesões no aparelho locomotor durante a prática de exercícios físicos.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Fisiatra
http://www.fisiatria.org.br/sobre/
http://www.einstein.br/Hospital/reabilitacao/Paginas/fisiatria-ou-medicina-fisica-e-reabilitacao.aspx

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Medicina