Neonatologia

Por Débora Carvalho Meldau
Define-se neonatologia (palavra oriunda do latim: neo=novo; nat=nascimento; logia=estudo) como uma vertente da pediatria responsável por tratar crianças desde o nascimento até os 28 dias de idade, período em que deixam de ser consideradas recém-nascidos e passam a ser denominadas lactentes.

Considera-se Pierre Budim, um pediatra francês, o pai da neonatologia. Este foi o primeiro a escrever um livro, no ano de 1892, à respeito de recém-nascidos e lactentes nascidos prematuramente, classificando as crianças em pequenas, adequadas ou grandes para a idade gestacional. Contudo, o termo neonatologia foi utilizado somente em 1960, pelo médico Alexander Schaffer, em seu livro com o título em inglês “Diseases of the Newborn”.

Em 1967, o Colégio Americano de Ginecologia e Obstetrícia reconheceu que seria necessário um trabalho combinado entre obstetras e neonatologistas, objetivando reduzir a mortalidade perinatal, iniciando-se, então, em 1973, o primeiro serviço de Cuidados Perinatais nos Estados Unidos.

Esta especialidade é habitualmente praticada em unidades intensivas de tratamento (UTIs), sendo que o neonatologista trata recém-nascidos que apresentam:

  • Baixo peso ao nascer;
  • Prematuros;
  • Atraso de crescimento intra-uterino;
  • Malformações congênitas;
  •  Sepse;
  • Asfixia ao nascimento.

O tratamento de recém-nascidos é feito por uma equipe multidisciplinar, envolvendo neonatologista, fisioterapeuta, enfermeiro, fonoaudiólogo, entre outros profissionais.

Esta especialidade vem progredindo muito nos últimos anos, alcançando índices menores de mortalidade e de morbidade, especialmente em decorrência da melhor compreensão das necessidades dos recém-nascidos, possibilitando o aprimoramento de fármacos e equipamentos para serem utilizados no tratamento dos mesmos.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Neonatologia
http://www.sickkids.ca/Neonatology/index.html
http://www.serprematuro.com/index.php?option=com_content&view=article&id=10&Itemid=17

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.