Rinoplastia

Rinoplastia é uma cirurgia realizada na estrutura nasal para melhorar a estética ou a respiração de um indivíduo. Esse procedimento pode diminuir ou aumentar o tamanho do nariz, mudar o formato da ponta, e também mudar abaulamentos no dorso do nariz.

Existe um equilíbrio estético entre o nariz e a face, o qual deve ser observado pelo cirurgião, com objetivo de preservar a naturalidade e autenticidade da face, sendo que cada caso deve ser estudado criteriosamente, para conferir ao nariz a melhor forma possível.

Dentre os fatores preponderantes no estabelecimento da forma do nariz encontram-se os fatores genéticos. Outro dado importante é o crescimento das cartilagens. O traumatismo, seja durante a infância afetando o crescimento, como fraturas que afetem a estrutura nasal, também são importantes no surgimento dessas deformidades.

A rinoplastia é uma ferramenta para melhorar a aparência e a autoconfiança de um indivíduo. Os melhores candidatos para passarem por esse procedimento são os pacientes que estão em busca de melhoras e não perfeições. Devem ser fisicamente saudáveis, psicologicamente estáveis, e realistas em suas expectativas. Preferencialmente, esse procedimento cirúrgico deve ser realizado depois de terminado o crescimento, por volta dos 14-15 anos de idade para as meninas e um pouco mais tarde para os meninos.

Assim como toda cirurgia estética, a indicação da realização da rinoplastia deve partir do paciente. O cirurgião plástico apenas estabelece se as expectativas do indivíduo são realistas, que tipo de tratamento é indicado para cada caso e mostra que este é um procedimento cirúrgico, com todas as suas limitações e riscos.

As estruturas que são tratáveis durante a rinoplastia são:

  • Ponta: pode ser afinada, removendo-se uma parte das cartilagens alares que a formam, ou por meio de pontos internos. Também podem ser aplicados enxertos cartilaginosos nas pontas que precisam de maior definição. Técnicas para se elevar a ponta do nariz podem incluir secção do ligamento dermocartilaginoso, encurtamento do septo nasal ou enxerto de cartilagem.
  • Dorso: essa região pode ser abaixada com escopro ou aumentada com enxerto (osso, cartilagem) ou material sintético, como silicone. A fratura do nariz tem como objetivo tratar dorso nasal largo, e é realizada baixa, ao longo da maxila e parede lateral do osso nasal, seguida de manobra de aperto com os dedos, para aproximar as paredes nasais medialmente.
  • Narinas: podem ser fechadas com incisão em sua parte inferior, removendo-se um segmento de tecido, ou por meio de sutura interna.
  • Septo: quando encontra-se desviado, obstruindo a respiração nasal, ou desviando o dorso ou o nariz, o septo nasal também é corrigido durante a rinoplastia. Pode-se retirar um segmento ou realizar incisões relaxantes, geralmente no lado côncavo do septo cartilaginoso.

Fontes:
http://www.rinoplastiaonline.com.br/home/default.php
http://pt.wikipedia.org/wiki/Rinoplastia
http://www.naturale.med.br/rinoplastia.htm
http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?369
http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=3790&ReturnCatID=1762

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.