Bossa Nova no Brasil - 50 anos

Por Fernando Rebouças
Nos fins da década de 50,no Brasil tudo tornou-se Bossa Nova; a música era Bossa Nova,o futebol era Bossa Nova,a praia era Bossa Nova e o presidente era Bossa Nova.Entre as décadas de 50 e 60,o Rio de Janeiro e o país viveu sob uma inspiração cultural artística que jamais se repetiu.

Para superar as operetas românticas que dominavam as rádios da época,jovens músicos,compositores e intérpretes elaboraram um novo estilo musical que uniu harmoniosamente o sofisticado jazz americano às batidinhas do samba brasileiro.Jovens músicos como Tom Jobim,Vinícius de Moraes,João Gilberto,Carlos Lyra,Roberto Menescal,Baden Powell,Ronaldo Bôscoli,entre outros,que influenciam a mpb até os dias de hoje.

Historicamente,a Bossa Nova é iniciada com o lançamento dos discos,em 1958,”Canção de amor demais” com músicas de Tom Jobim e o disco “Chega de Saudades” de 78 rpm com a música título de um lado e “Bim-Bom”,de João Gilberto,do outro.João Gilberto introduziu uma batida de violão inovadora.Nesta época,a casa de Nara Leão era o local de encontro dos novos músicos que surgiram com a Bossa Nova.

Segundo os críticos de arte,as décadas de 50 e 60,foi a fase de uma das gerações mais talentosas nas áreas artísticas.Além da Bossa Nova,tivemos o surgimento do Neoconcretismo nas artes plásticas,do Cinema Novo e de grandes lançamentos literários com Jorge Amado,Fernando Sabino,João Guimarães Rosa,Ferreira Gullar,entre outros.

O Brasil vivia sob um forte ritmo de crescimento econômico,qualidade na educação e no aspecto político um período de calma pós-getulista com a eleição de Juscelino Kubitschek,o presidente Bossa Nova que trouxe ao país o projeto desenvolvimentista de crescer “50 anos em 5” e a construção da nova capital Brasília.

A partir de 58,a seleção brasileira de futebol iniciou o seu histórico de conquistas em Copas do Mundo,com a genialidade de Pelé e Garrincha,que viria a conquistar posteriormente as copas de 62 e 70.O Brasil não carregava o fardo da violência urbana dos dias de hoje,a favela era o fim de semana da batida,do boteco e do pagode,sem palavras ou balas perdidas pelas autoridades.

Anos depois,o mundo encantou-se com a Bossa Nova,sendo traduzida e dançada por norte-americanos e europeus e espalhando-se até os dias atuais no Japão(e em outras regiões).Hoje,a Bossa Nova é mais escutada no planeta Terra do que em nosso país,onde tudo perdeu um pouco da Bossa Nova que era,mas ficam os bons músicos e compositores que a fazem ser presenciada,e é tão bom que assim seja e “Chega de saudades.”

Fontes
Fonte: Jornal do Brasil.