MEC realiza consulta pública sobre alterações no Enem

20/01/2017 - 14h35 - Por Thaís Ferraz





O Ministério da Educação (MEC) abriu nesta semana uma consulta pública sobre a reformulação do Exame Nacional do Ensino Médio. Para participar, basta acessar este link e preencher o formulário com as suas opiniões.

A consulta é composta por três perguntas. A primeira discute se o melhor formato de aplicação do Enem é o atual (prova dividida em dois dias) ou se o Exame deveria ser aplicado em um único dia. A segunda pede uma opinião sobre a aplicação ou não da prova via computador. Por último, o participante poderá dar sugestões para melhorar o Exame.

A consulta ficará aberta até o dia 10 de fevereiro. No mesmo mês, o Governo publicará o edital do Enem 2017.

INEP já discute possíveis mudanças

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (INEP) poderá realizar uma série de mudanças nas próximas edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Propostas como a exclusão da categoria "treineiros" e a instauração de um limite de três isenções de taxa por candidato foram discutidas em dezembro no Conselho de Secretários da Educação (Consed). Algumas das mudanças poderão entrar em vigor já na próxima edição.

O INEP também discute atualmente formas de adequar o Exame à reforma do ensino médio, determinada pela Medida Provisória 746/2016. As alterações também têm como objetivo diminuir o custo da prova.

Outra alteração significativa, já confirmada neste mês, é o fim da certificação do Ensino Médio via Enem. Até 2016, estudantes que tirassem pelo menos 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento avaliadas pelo Exame e obtivessem nota acima de 500 pontos na redação podiam utilizar o resultado para validar o Ensino Médio. Com as mudanças, as certificações serão avaliadas através do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Arquivado em: Enem 2017