Ministério Público do Trabalho lança Campanha Nacional de Combate ao Trabalho Infatil

10/02/2017 - 18h46 - Por Karoline Figueiredo





O Ministério Público do Trabalho (MPT) lançou hoje (10), em Campinas (SP), a Campanha Nacional de Combate ao Trabalho Infantil. Na abertura realizada nesta tarde, na sede do MPT (SP), o psicoterapeuta Ivan Capelato falou sobre as causas psicossociais do trabalho infantil.

Os jovens que passam por situações semelhantes ficam vulneráveis e podem abandonar a escola. O desenvolvimento intelectual é prejudicado, oportunidades da vida adulta são perdidas, além de outras consequências psicológicas e sociais que possam surgir.

Cantores e esportistas também estão participando da campanha com o propósito de incentivar o público a trabalhar e lutar pela causa. Entre as personalidades estão os cantores Daniel e Xitãozinho e Xororó e os ex-jogadores Maurício Lima (vôlei) e Hortência Marcari (basquete). Os famosos não cobraram nenhum valor para participar da campanha.

O foco principal para divulgação do projeto será por meio das redes sociais. Foi criado a hastag #Chegadetrabalhoinfantil para que os internautas incentivem e divulguem como forma de apoio contra o trabalho irregular de crianças e adolescentes.

Todas as informações de como participar, manifestar ajuda, relatar fatos ocorridos, entre outros, estão disponíveis no site . Além disso, também há a fanpage no facebook e um canal no Youtube.

A campanha é apoiada pela Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes (Coordinfância), com a utilização de verbas de acordos firmados com empresas do interior de São Paulo.

 

 

Arquivado em: Educação