Dietas para manter o peso

Dieta pode ser definida como tudo o que é consumido, alimentos sólidos e líquidos consumidos por uma pessoa durante um dia. Nesse sentido, uma dieta para manter o peso seria uma dieta equilibrada, na qual estejam presentes todos os nutrientes necessários à manutenção do organismo, sem excessos. É importante a realização de atividade física regular. Porém, ao se escolher uma dieta com o objetivo de manter o peso deve-se ter clareza de não se tratar de uma dieta com prazo determinado para acabar. Uma dieta que mantenha o peso deve ser entendida como uma reeducação alimentar, e é para toda a vida.

O que acontece geralmente, é que as pessoas desejam perder peso rápido, fazendo uso de dietas radicais, nas quais são proibidos grupos inteiros de alimentos. Uma pessoa ao optar por uma dieta com o objetivo de emagrecer, para alcançar seu objetivo terá que consumir menos calorias do que seu organismo consome diariamente. A pessoa que cumpre a dieta e atinge seu objetivo, após o período de proibição apresenta grande ansiedade e compulsão, recuperando rapidamente os quilos perdidos, num efeito chamado sanfona.

Portanto, a dieta saudável, que evita a oscilação de peso e através da qual o organismo recebe benefícios para além dos estéticos, seria composta por todos os grupos de alimentos, cada um em quantidade específica e adequada. É importante comer mais vezes ao dia, consumindo menor quantidade de alimentos, para controlar o apetite. Quanto mais colorido o prato, sobretudo por verduras e legumes, mais saudável ele será.

Outra dica importante é sempre comer devagar, mastigando bem, já que o cérebro demora um pouco para receber o sinal do organismo de que este está saciado.

Uma alimentação saudável deveria incluir:

- Vitaminas e sais minerais
- Carboidratos
- Proteínas
- Gordura (de preferência não-saturada)
- Líquidos

A realização de atividade física aumenta o consumo de energia, ou seja, de calorias, e acelera o metabolismo, o que favorece a manutenção do peso. Além disso, a atividade física faz com que o cérebro libere a endorfina, uma substância química que dá uma sensação de bem-estar. Outro benefício dos exercícios físicos é a diminuição do risco de uma série de doenças.

A mudança de comportamento em relação à alimentação requer persistência, mas o resultado é um grande aumento na qualidade de vida.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Nutrição, Saúde